Alergia A Lactose Anápolis, Goiás

Alergia A Lactose em Anápolis. Encontre telefones, endereços e informações sobre Alergia A Lactose em Anápolis e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Alergia A Lactose.

Dalmo Jacob do Amaral
(62) 3310-1315
Pc James Fanstone 60
Anapolis, Goiás
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Hospital Otorrino de Anápolis
(62) 3324-1632
av Xavier Almeida, 87 S Central
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital Oftalmológico de Anápolis
(62) 3324-0393
av Faiad Hanna, 235 Cidade Jardim
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital Santa Casa
(62) 3311-9900
av Visc de Taunay, 134 Jundiaí
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital Ortopédico de Anápolis
(62) 3099-5403
r Manoel Dabadia, 29 S Central
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital de Doenças Renais de Anápolis
(62) 3321-3896
r Amazonas, 5 S Central
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital de Queimaduras
(62) 3902-6800
av Divino Pai Eterno Q 17, 950 lt 14 Vl Góis
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital Nossa Senhora Aparecida
(62) 3311-1011
r Cel Batista, 29 S Central
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital Nossa Senhora de Lourdes
(62) 3311-2024
pça Bom Jesus, 177 S Central
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Hospital Municipal de Anápolis
(62) 3327-0393
av Miguel João, 1 - Vl Jussara
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Sintomas da Alergia a Lactose

A intolerância a lactose é uma doença em que a pessoa não tem a capacidade de absorver e aproveitar a lactose, substância presente no leite animal e seus derivados que indevidamente é fermentado pela flora intestinal, causando gases e ácidos orgânicos. Desta forma, o aparecimento da diarréia osmótica é uma das grandes consequências, a qual faz com que a pessoa com esta doença perca muito líquido intestinal orgânico, o que não é nada bom para o seu organismo. Para que você entenda melhor a intolerância a lactose é importante ressaltar que o intestino delgado possui em sua superfície mucosa duas células que têm a capacidade de produzir, liberar e também de armazenar enzimas digestivas, as quais recebem o nome de lactas, as responsáveis por fazer a digestão da lactose. Desta forma, uma pessoa que tem a alergia ou intolerância a lactose não conta com a quantidade necessária ou não ocorre à produção da lactose. Como a lactose não é digerida pelo estômago, a mesma se encaminha para o intestino para a realização da fermentação, causando problemas na flora intestinal. Este problema pode aparecer em qualquer idade, no entanto, é mais comum em crianças e recém-nascidos, onde os bebês não devem ser amamentados com leite de origem animal para evitar fortes diarréias, enquanto quando aparece na vida adulta, à alergia a lactose pode ser temporária ou não.Em relação aos sintomas desta alergia a lactose, estes são vários e podem ser diferentes para cada pessoa, sendo que os efeitos causados pela fermentação no intestino delgado ainda podem variar de acordo com a quantidade de lactose digerido. Assim, há quem sofra com este tipo de problema e tem a possibilidade de ingerir uma pequena quantidade de leite durante o dia ou em intervalos que devem ser respeitados. Segundo médicos e especialistas, para a maioria dos casos a quantidade de lactose ingerida não pode ser superior a dois copos, quando a quantidade é ultrapassada rapidamente a pessoa pode sentir os efeitos abdominais, isto é, alguns sintomas como: maior produção de gases, diarréia líquida, barriga inchada, cólicas, ruídos intestinais, acidez fecal, assadura e ardência anal resultante de sua frequência e acidez. Você descobriu que está apresentando sintomas da alergia a lactose ou conhece alguém que vem se queixando de tais efeitos e não sabe o que fazer? É recomendado que você procure um médico para a realização do diagnóstico da doença, o qual consiste em avaliar a intolerância a lactose, sendo que para realizar tal exame clínico é necessário que o paciente faça a ingestão de aproximadamente 100 gramas de lactose com água, e em seguida é retirado sangue de 3 a 4 vezes em um intervalo de tempo de 2 horas. Desta forma, se houver grandes alterações nos níveis de lactose entre a dosagem sanguínea, sobretudo, superior a 20mg o resultado mostrará que você realmente possui alergia a lactose, caso contrário, o problema intestinal tem outra causa e motivo.Contudo, se o resultado for positivo e assim estar confirmado que você tem má absorção de lactose, não se desespere e não pense que você nunca mais poderá tomar leite, pois você conta com outras opções de leite no mercado, como por exemplo, o leite de soja. Resta a você ter a esperança de que seja permitido ao menos tomar pequenas quantidades de leite durante o dia, principalmente se você é uma daquelas pessoas que não vive sem um bom leite com café de manhã. O tratamento da alergia a lactose é feita através da prevenção, isto é, suspendendo o consumo de leite de origem animal e também seus derivados, mas se for permitido a você ingeri-lo, talvez o médico te receite um fermento sintético que deve ser ingerido antes de beber o leite.