Alergia A Lactose Lauro de Freitas, Bahia

Alergia A Lactose em Lauro de Freitas. Encontre telefones, endereços e informações sobre Alergia A Lactose em Lauro de Freitas e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Alergia A Lactose.

Luciana da C Rollemberg
(71) 2109-2716
Avenida Professor Magalhaes Neto - Centro Medico Hospital da Bahia S/7015
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
João N de S Machado Neto
(71) 3263-1780
Av Anita Garibaldi 1133 - Centrodotonmedico Itamaraty Sala 106
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Washington Luiz de S e Benevides
(71) 3353-1001
Av Acm 585 - Bloco B S/1406 C M Louis Pasteur
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Maria das Graças B da Silva
(71) 3371-1348
Av Otávio Mangabeira 389 - Centro Médico da Orla
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Luciano José F Guimarães
(71) 3322-2836
Av Sete de Setembro 57 - Ed. Fernandez 1º Andar S/104105
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Tânia Maria Santos Paranhos
(71) 3357-8800
Av Dom João Vi 1291 - Hospital Evangélico da Bahia
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Sonia Maria Dracoulakis
713-4538
Av Acm 535 - Ed Louis Pasteur S/907908
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Maurilio de Andrade Lima Cavalcante
(71) 3359-2338
Av a C M 2501 - Ed Profis Center S/226
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Nina Rosa Sobral Simões
(71) 3357-8800
Av Dom João Vi 1291 - Hospital Evangélico da Bahia
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Rosana Nunes de Abreu Franco
(71) 3261-0278
R. Eduardo José dos Santos 147 - Federação
Salvador, Bahia
Especialidade
Alergia e Imunologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Sintomas da Alergia a Lactose

A intolerância a lactose é uma doença em que a pessoa não tem a capacidade de absorver e aproveitar a lactose, substância presente no leite animal e seus derivados que indevidamente é fermentado pela flora intestinal, causando gases e ácidos orgânicos. Desta forma, o aparecimento da diarréia osmótica é uma das grandes consequências, a qual faz com que a pessoa com esta doença perca muito líquido intestinal orgânico, o que não é nada bom para o seu organismo. Para que você entenda melhor a intolerância a lactose é importante ressaltar que o intestino delgado possui em sua superfície mucosa duas células que têm a capacidade de produzir, liberar e também de armazenar enzimas digestivas, as quais recebem o nome de lactas, as responsáveis por fazer a digestão da lactose. Desta forma, uma pessoa que tem a alergia ou intolerância a lactose não conta com a quantidade necessária ou não ocorre à produção da lactose. Como a lactose não é digerida pelo estômago, a mesma se encaminha para o intestino para a realização da fermentação, causando problemas na flora intestinal. Este problema pode aparecer em qualquer idade, no entanto, é mais comum em crianças e recém-nascidos, onde os bebês não devem ser amamentados com leite de origem animal para evitar fortes diarréias, enquanto quando aparece na vida adulta, à alergia a lactose pode ser temporária ou não.Em relação aos sintomas desta alergia a lactose, estes são vários e podem ser diferentes para cada pessoa, sendo que os efeitos causados pela fermentação no intestino delgado ainda podem variar de acordo com a quantidade de lactose digerido. Assim, há quem sofra com este tipo de problema e tem a possibilidade de ingerir uma pequena quantidade de leite durante o dia ou em intervalos que devem ser respeitados. Segundo médicos e especialistas, para a maioria dos casos a quantidade de lactose ingerida não pode ser superior a dois copos, quando a quantidade é ultrapassada rapidamente a pessoa pode sentir os efeitos abdominais, isto é, alguns sintomas como: maior produção de gases, diarréia líquida, barriga inchada, cólicas, ruídos intestinais, acidez fecal, assadura e ardência anal resultante de sua frequência e acidez. Você descobriu que está apresentando sintomas da alergia a lactose ou conhece alguém que vem se queixando de tais efeitos e não sabe o que fazer? É recomendado que você procure um médico para a realização do diagnóstico da doença, o qual consiste em avaliar a intolerância a lactose, sendo que para realizar tal exame clínico é necessário que o paciente faça a ingestão de aproximadamente 100 gramas de lactose com água, e em seguida é retirado sangue de 3 a 4 vezes em um intervalo de tempo de 2 horas. Desta forma, se houver grandes alterações nos níveis de lactose entre a dosagem sanguínea, sobretudo, superior a 20mg o resultado mostrará que você realmente possui alergia a lactose, caso contrário, o problema intestinal tem outra causa e motivo.Contudo, se o resultado for positivo e assim estar confirmado que você tem má absorção de lactose, não se desespere e não pense que você nunca mais poderá tomar leite, pois você conta com outras opções de leite no mercado, como por exemplo, o leite de soja. Resta a você ter a esperança de que seja permitido ao menos tomar pequenas quantidades de leite durante o dia, principalmente se você é uma daquelas pessoas que não vive sem um bom leite com café de manhã. O tratamento da alergia a lactose é feita através da prevenção, isto é, suspendendo o consumo de leite de origem animal e também seus derivados, mas se for permitido a você ingeri-lo, talvez o médico te receite um fermento sintético que deve ser ingerido antes de beber o leite.