Anemia Falciforme Santarém, Pará

Anemia Falciforme em Santarém. Encontre telefones, endereços e informações sobre Anemia Falciforme em Santarém e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Anemia Falciforme.

Rui de Mendonca Alho
Trav Morais Sarmento 650
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Valdenira dos Santos Menezes
522-1751
Trav Silvino Pinto 726
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Sonia Maria Platilha
(91) 3224-2815
Psg Ramos 686
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Behnam Bahrami Hessari
(91) 3241-5304
Senador Lemos 443 - Ed Village Executive Sala 1107
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria de Fatima Mesquita Jorge Joao
Trav.Ove de Janeiro 2110 - Sala 1601Ed. Wall Street
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Edson de Araujo Alves Ferreira
(93) 3522-3503
Av Marechal Rondon 1587
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Napoleao Braun Guimaraes
913-2282
Av Av Duque de Caxias 859
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Wilton Guilherme Alcantara Reis
(91) 3249-7940
Rua dos Mundurucus 4197 - Próximo À Av José Bonifácio
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Angelo Barlletta Crescente
(91) 223-8876
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Adriana Kalume Serruya
(91) 3249-0811
Tv 14 - de Abril 1418
Belem, Pará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Anemia falciforme – o que é, tratamento

Anemia falciforme causa palidez e mal estar.A anemia Falciforme é uma má formação das hemácias resultante de um distúrbio hereditário, predominante em indivíduos de raça negra, onde essas células deixam sua forma de disco bicôncavo e assumem aparência semelhante a uma foice (daí o nome falciforme). Essa modificação leva a uma diminuição da capacidade dos eritrócitos em transportar gases. Outra alteração que ocorre é que a hemácia deixa de ser elástica e se torna endurecida, dificultando a passagem de sangue para todos os tecidos.A hemácia falciforme possui a hemoglobina S, que na ausência de oxigênio se cristaliza formando um pequeno trombo que contribui para piorar ainda mais o fluxo sanguíneo local.É importante lembrar que, por ser uma doença genética de caráter recessivo, é preciso que o gene alterado seja transmitido pelo pai e pela mãe. Se apenas um dos pais transmite o gene, o filho terá o ‘traço falciforme’, que pode ser passado para seus descendentes. O traço falciforme inclui manifestações bem mais brandas da doença, que inclusive podem passar despercebidas.Sinais e SintomasPor ter um déficit na quantidade de hemácias saudáveis que transportam efetivamente os gases dissolvidos no sangue, é comum a presença de todos os sintomas clássicos da anemia:Fadiga;Fraqueza muscular;Palidez;Entretanto, existem alguns sintomas que são característicos da anemia falciforme aguda, resultado do aumento da viscosidade sanguínea e formação de trombos.Dor forte em regiões musculares e conjuntivas (principalmente mãos e pés);Inchaço dos membros.A falta de oxigenação decorrente das emacias ineficientes causa imensa fadiga.Concomitante aos eventos anteriormente citados há um aumento na quantidade de células doentes, uma vez que a falta de oxigênio altera o pH do sangue, deixando-o mais ácido, o que facilita a formação de hemácias falciformes. Isso torna o quadro ainda mais grave e pode resultar em:Hemorragias;Descolamento retiniano;Priapismo;Acidente vascular cerebral;Infarto;Insuficiência renal e pulmonar;Aumento no número de infecções.DiagnósticoO exame laboratorial específico para o diagnóstico de anemia falciforme é a eletroforese de hemoglobina, no entanto, uma medida de triagem muito simples e que pode prevenir complicações precocemente é o exame do pezinho, capaz de detectar a hemoglobina S logo que a criança nasce.TratamentoO transplante de medula óssea oferece cura para uma pequena parcela dos portadores de anemia falciforme, e ainda não existe outro tratamento específico com cura amplamente disponível, por isso é importante que o portador dessa doença faça acompanhamento médico regular.O tratamento disponível tem por objetivo melhorar os sintomas e prevenir as complicações, garantindo uma melhor qualidade de vida. É preciso que se tenha uma alimentação saudável e uma suplementação de ácido fólico pode ser benéfica, ajudando na produção de células vermelhas. A hidratação é essencial e o portador de anemia falciforme não deve beber menos do que oito copos de água por dia, o que vai ajudar a melhorar a viscosidade sanguínea. Exercícios físicos extenuantes devem ser evitados, porém é importante que praticar alguma atividade física, que deve ser recomendada por um médico.Lembre-se de que a febre é um sinal de aviso, e medicamentos não devem ser administrados sem prescrição médica. Caso a criança tenha ficado pálida repentinamente, leve-a imediatamente ao médico.As emacias normais são redondas com uma concavidade no meio. Porém, as falciformes possuem aparência completamente diferente, por isso são menos eficientes.A anemia falciforme é uma doença que, como qualquer outra, requer cuidados especiais, mas não impede que se tenha uma vida normal e feliz, desde que os cuidados necessários sejam seguidos.