Aneurisma Teresina, Piauí

Aneurisma em Teresina. Encontre telefones, endereços e informações sobre Aneurisma em Teresina e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Aneurisma.

Nilda Mendes de A Trindade
(86) 3222-4267
R Paissandu 2110
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ceciane Alves Nery
(86) 4009-1110
R Coelho de Resende 1276
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Inocencia Ferreira Melo
Av Tomaz Rebelo 462
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio de Barros Araujo Filho
(86) 3215-6828
Av Leonidas Melo 370
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose de Ribamar Tourinho
(86) 3232-4945
Av Miguel Sady 209
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Valdeci Ribeiro de Carvalho
(86) 3221-8742
R Coelho de Resende 352 - Sul
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Alcy Fontenele
(86) 3221-8240
R Governador Raimundo Artur de Vasconcelos 616
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Jose Lima
(86) 3226-1312
R Paissandu 2140
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Luis Lima
R Paissandu 2140
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria de Lourdes de F Veras
(86) 3221-0190
R Olavo Bilac 1610
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aneurisma – O que é, tratamento

O aneurisma pode levar a sérias complicaçõesO aneurisma é uma dilatação que pode acontecer na parede do vaso sanguíneo, devido à perda de elasticidade da parede, podendo levar a uma ruptura desta. Ele pode ser inflamatório, traumático, congênito ou degenerativo, e mais frequentemente acontece na aorta e nos vasos sanguíneos do cérebro.Quando esta dilatação do vaso ganha uma forma esférica, ela é conhecida como aneurisma sacular ou saciforme. Já quando ela se apresenta de forma alongada, no eixo principal do vaso, é chamada de aneurisma fusiforme.Os aneurismas podem ter tamanhos variados, indo de poucos milímetros a alguns centímetros. A gravidade varia conforme o tamanho, assim como a probabilidade de ruptura, além do local acometido.O grande perigo desta patologia é quando acontece o rompimento, situação na qual o paciente deve ser levado com urgência ao hospital. Se for um aneurisma cerebral, pode acarretar em um acidente vascular cerebral, enquanto nos casos de aneurisma da aorta, que é mais comum nos homens, pode haver embolia arterial e trombose aguda, entre outras complicações.Fatores de riscoO cigarro é um dos fatores de risco para o aneurismaAlguns dos fatores de risco para o surgimento do aneurisma são:- Histórico familiar (possuir algum parente que tenha sido acometido pelo aneurisma)- Obesidade- Idade avançada- Fumo- Colesterol alto e arteriosclerose- Hipertensão- DiabetesSintomasNormalmente, o aneurisma é assintomático, exceto nos casos em que o crescimento dele é bastante rápido, causando dor intensa no peito, agitação e hipotensão. Quando começam as complicações, geralmente no rompimento dos vasos, a pessoa acometida pode sentir uma forte dor de cabeça, além da perda da consciência, vômito e perdas progressivas na visão. Outros sintomas comuns são hemorragia interna e convulsões.Se o aneurisma for arterial abdominal e já estiver bastante volumoso, o médico poderá identificá-lo apalpando a região do abdome e procurando por uma pulsação intensa, como se houvesse um “coração na barriga”.TratamentoNos casos mais graves, a intervenção cirúrgica é necessáriaAntes do rompimento, os aneurismas podem ser identificados através de exames como tomografia computadorizada, ressonância magnética, angiografia cerebral, ultrassonografia e radiografia do abdome.Os métodos para combater o aneurisma têm evoluído bastante, e atualmente existem algumas formas de tratamento, que variam conforme o quadro do paciente. Dentre elas, se destacam os tratamentos:- ClínicoConsiste no acompanhamento do tamanho do aneurisma e no controle dos fatores de risco. É utilizado quando o aneurisma é pequeno, e caso ele aumente muito o seu tamanho, o paciente deve passar por cirurgia.- CirúrgicoConsiste na exclusão do segmento do vaso sanguíneo afetado, que é substituído por uma ponte artificial, de tecido sintético. No aneurisma cerebral, pode ser colocado um clipe metálico entre o local do aneurisma e o vaso normal, evitando o fluxo de sangue para a veia afetada.- EndovascularEsta técnica é baseada na introdução de um pequeno cateter através da artéria femoral, que fica na virilha, que auxilia na exclusão circulatória do saco aneurismático.