Botulismo Pelotas, Rio Grande do Sul

Botulismo em Pelotas. Encontre telefones, endereços e informações sobre Botulismo em Pelotas e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Botulismo.

Ildo Eugenio Fonseca Chiattoni
(53) 3026-2940
R General Osorio 1236
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Luiz Henrique Lorea de Lorea
(53) 227-2035
Rua Br Sta Tecla 583 - 804/805
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Augusto Froner Bicca
532-2559
R Marechal Deodoro 800 - Sl. 701
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Renato Azevedo da Silva
553-2292
R Gomes Carneiro 1560
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Mariane Terezinha Geller
(51) 3227-1204
Rua General Osorio 1184
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Rosana Souza Van Der Laan
(53) 3028-2882
R Goncalves Chaves 659 - Sl. 309
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Nelson Ribas Pacheco
(53) 3227-2920
Rua Pinto Martins 800
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Milton Martins Moraes
Dr Cassiano 47
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Carlos Edmundo D. Gastal
(53) 3222-4714
Rua Gen Angolo 1386 - a
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria da Graca Valente Cardoso
Rua Cassiano 451
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

O que é Botulismo? Diagnóstico e tratamento

O botulismo é uma forma de intoxicação alimentar rara, mas que pode ser completamente fatal. Ela é causada por uma toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum, presente no solo e em alimentos contaminados e mal conservado. A intoxicação se caracteriza por um comprometimento severo do sistema nervoso, que se não tratado a tempo mata.Os alimentos em risco que se não conservados e tratados corretamente estão mais vulneráveis ao Clostridium botulinum são os enlatados ou embalados a vácuo, isso porque a bactéria só se desenvolve em ambientes sem oxigênio.A intoxicação acontece da seguinte forma:1 – O alimento é contaminado ainda no solo, por esporos ultra-resistentes. Quando conservado, o microorganismo se modifica e começa a produzir a toxina. As latas inchadas ou com aparência de estar cheia de ar, podem ter a presença da bactéria.2 – Quando o alimento é ingerido, essa toxina é absorvida pelo aparelho digestivo e assim entra na corrente sanguínea.3 – A toxina quando atinge o sistema nervoso, interfere na comunicação entre as células nervosas. Com a falta dessa comunicação vital, as funções do organismo começam a ficar debilitadas.4 – Dessa forma o sistema nervoso deixa de avisar a necessidade de contração muscular, assim a paralisia dos músculos é frequente entre as pessoas que estão sob o efeito dessa toxina.Os sintomas da intoxicação aparecem entre 12 e 30 horas depois da ingestão do alimento contaminado. Veja abaixo alguns sintomas:- Aversão à luz;- visão dupla com dilatação da pupila;- disfonia, dificuldade para articular palavras;- vômitos e secura na boca e garganta;- disfagia, dificuldade para engolir;- paralisia respiratória que pode levar à morte;- constipação intestinal;- retenção de urina;- debilidade motora.O tratamento para a intoxicação consiste em manutenção das funções vitais e uso de soro antibotulínico. O soro impede que a toxina circulante no sangue se instale no sistema nervoso.A recuperação dessa doença é lenta, pois depois que a toxina se instala entre as células nervosas é destruída pelo sistema nervoso de defesa do corpo. Não há medicamentos ou soro que eliminem a toxina.