Câncer De Mama Em Homens Fortaleza, Ceará

Câncer De Mama Em Homens em Fortaleza. Encontre telefones, endereços e informações sobre Câncer De Mama Em Homens em Fortaleza e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Câncer De Mama Em Homens.

Ana Paula Nunes Constancio
3288-4471
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Daniel Willian Lustosa de Sousa
4009-6671
Av Barao de Studart. 2626
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Celia Nogueira Barreira
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Ricardo de Araujo Lima
3288-4575
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Paulo Roberto de Souza Coelho
3486-6080
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Francisco Alvaro A. Neto
Pontes Vieirade 1291 - /1292 ao Fim 2511
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Duilio Reis da Rocha Filho
3288-4638
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Alberto Pereira da Silva
3288-4468
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Leonardo Saraiva Pontes
(85) 3262-0183
Av. Santos Dumont 5633 - Unidade de Oncologia Pronutrir
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Luciano Antonio Melo Aguiar
3288-4468
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Câncer de mama em homens

Câncer de mama nos homensO câncer de mama não é apenas uma doença que ocorre em mulheres. De cada 100 casos desse tumor, um ocorre em homem. Mesmo sendo mais raro o aparecimento no gênero masculino, a doença pode ocorrer e é muito parecida com aquela vista nas mulheres, sendo também grave e muitas vezes fatal.É mais difícil detectar o câncer de mama nos homens devido ao fato de que a maioria dos pacientes não procura o médico rapidamente, além de que não existe uma conscientização dobre os exames que devem ser feitos periodicamente. Enquanto existem campanhas para que as mulheres realizem o autoexame das mamas e façam os exames desde cedo, para os homens não existe essa preocupação. Assim, acaba demorando para ser feito o diagnóstico, o que dificulta o tratamento e pioram as chances de cura.Sinais e sintomasOs sinais e sintomas do câncer de mama nos homens é bem parecido com o que ocorre nas mulheres. Pode aparecer um caroço pequeno, inicialmente, de crescimento lento. Esse nódulo normalmente é indolor e se localiza na aréola. Podem ocorrer também coceira, irritação, aparecimento de uma pequena lesão no local e saída de líquido da aréola (descarga mamilar). Essas alterações são percebidas pelo homem ou mesmo por sua parceira e deve ser procurado um médico assim que notadas.Muitas vezes o médico pode acabar confundindo o caroço com ginecomastia, que é o aumento das glândulas mamárias, muito comum no sexo masculino. A ginecomastia não é uma doença e é muito frequente, por isso a importância de se diferenciar do câncer de mama que é bem mais raro.Fatores de riscoHomens com mais de 35 anos de idade possuem um risco maior de desenvolver esse tipo de tumor. Existe, também, uma relação muito grande com histórico familiar, ou seja, se já houve alguém na família com câncer de mama, podendo ser pais, irmãos ou filhos do paciente. Homens que já tiveram algum outro tumor também possuem um risco maior. Outros fatores que aumentam as chances do aparecimento desses tumores é o excesso de peso e a dieta inadequada, rica em gorduras.PrevençãoPara prevenir é necessário que o homem faça o auto exame das mamas mensalmente; procure um médico assim que notar alguma alteração e tenha uma alimentação balanceada, com baixo nível de gorduras. A ingestão de alimentos antioxidantes, como a uva, pode diminuir o risco de desenvolvimentos de vários tipos de tumor, inclusive o de mama.Outro fato que deve ser lembrado é que os homens precisam realizar o exame clínico das mamas a partir dos 40 anos de idade, sendo que muitas vezes é necessário fazer a mamografia.