Câncer De Próstata Brasília, DF

Câncer De Próstata em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Câncer De Próstata em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Câncer De Próstata.

Valeska Marques de Menezes Machado
(61) 3315-1406
Shn Qd 605 L 2 - Norte
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Aleia Aparecida de Oliveira
335-1639
Cancerologia Ginecologia e Obstetrícia
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Maria Quiteria Cordeiro dos Santos
Shln Bloco Jsala 14 - Ed. Multiclinicas
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Maria Celeste dos S Oliveira
324-5497
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Valdir Nunes de Sousa
344-5026
Cancerologia Ginecologia e Obstetrícia
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Jose Nilton Alves de Lima
Shls 716 - Torre Ii Sala 222 Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Silvio Carlos Duarte
(32) 457-7840
Cancerologia Ginecologia e Obstetrícia Mastologia
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Marcia Ayres da Motta Teodoro
(61) 3346-1842
Shls 716 Ed. C. Cl. Sul 1 - S 309
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Sergio Renato Pais Costa
(61) 3445-0268
Shls Lt C - hospital santa lúcia consultórios 8 e 25
Brasilia, DF
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Fernando Americo Rozzante de Castro
(61) 3346-7771
Shis 716Conj. L Torre Ii S/102 000 - Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Dicas de Como Prevenir o Câncer de Próstata, Tratamentos

O câncer é uma doença grave, que quando tratada a tempo, pode ter cura. Sua origem é resultado da multiplicação exagerada e descontrolada de algumas células que adquirem a capacidade de invadir estruturas sadias à sua volta e se expandirem, ao se espalhar pelo sangue, afetando outras partes do corpo. O câncer de próstata, assim como os outros, também é causado dessa forma.O paciente normalmente tem como região afetada uma pequena glândula do órgão reprodutor masculino, envolvendo a uretra, na saída da bexiga, que também é responsável pela produção do sêmen, cujo papel é o transporte e fornecimento de energia para os espermatozóides lançados. Na maioria dos casos, os homens começam a perceber que após uma certa idade (geralmente após os 40 anos), começa a surgir uma lentidão e talvez até dificuldade para urinar.Muitas vezes, fica até impossível fazê-lo, sendo necessário então realizar uma introdução na uretra. Através de um instrumento chamado cateter (um tipo de sonda), é feita a incisão que tem como função drenar a urina. Um dos motivos do impedimento da saída do líquido é o crescimento dessa glândula citada anteriormente.Quando acontece o crescimento de forma malígna, é diagnosticado o cancêr de próstata. A incidência é bastante comum entre os homens, sendo identificada em 1 entre cada 8, normalmente após os 40 anos. Como qualquer tipo de câncer, se este for identificado com antecedência, tem chances consideravelmente maiores de cura do paciente. Como trata-se de uma doença quase imperceptível em seu início, recomenda-se fazer exames regularmente e ficar sempre atento a qualquer sintoma.Somente um profissional médico de confiança poderá dar o diagnóstico. Para se descobrir ainda no início a doença e aumentar as chances de cura, deve-se incluir três estratégias complementares:- Exame digital retal (toque) – trata-se da apalpação da próstata, realizada pelo médico durante a consulta clínica ou urológica. Este toque permite que sejam detectadas áreas suspeitas na glândula.- Dosagem de PSA total e livre no sangue – os valores encontrados podem auxiliar na diferenciação dos casos benignos dos malignos, embora o aumento dessa substância no sangue não ocorre apenas nos casos de câncer.- Ultrassonografia de próstata com biópsia – Este é o exame definitivo para o diagnóstico de câncer, porém apresenta inconvenientes que restringem a sua utilização frequente. Deve ser feito apenas nos casos considerados suspeitos pelos exames anteriores.Se a doença for identificada, o tratamento deve começar em seguida. São várias as formas de se tratar este tipo de câncer, portanto, preste bastante atenção e procure por aquela que melhor se adapte ao seu caso.Cirurgia: este é o método mais convencional e leva o nome de prostatectomia radical. Nela, toda a próstata é retirada, juntos com as vesículas seminais. Aqui, o paciente corre o risco de ficar impotente após a cirurgia, podendo piorar para incontinência urinária mais pra frente. Mas ainda é a forma mais rápida de eliminar o câncer.Radioterapia: neste tratamento, os raios são utilizados com o intuito de eliminar estas células que causaram o câncer, porém cuidando para não danificar o resto. Evita a possibilidade das consequências da operação, mas mesmo assim não deixa de ser um procedimento extremamente delicado e trabalhoso.Medicamento: tomar hormônios femininos como o estrógeno pode ajudar a diminuir o crescimento da glândula.Lembre-se .Fazer os exames periodicamente e levar uma vida saudável é a melhor forma de prevenção. Então, cuide-se e fique de olho na saúde.