Catapora Cuiabá, Mato Grosso

Catapora em Cuiabá. Encontre telefones, endereços e informações sobre Catapora em Cuiabá e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Catapora.

Carlos Fernando G. Garcia
(65) 3052-3002
Rua Adel Maluf 119
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Najla Maria Souza Franco
(65) 3023-1616
Rua das Dálias 317 - 1º Andar
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Orlando Cerci Filho
(65) 3641-2022
Rua Pernambuco 241
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Danilo Zanirato
(65) 3641-2022
Clínica Médica Ginecologia e Obstetrícia
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Cervantes Caporossi
Rua Marechal Deodoro 582
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Lucas Bello
Av Rub. de Mendonca 898 - Amecor
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Derly Ortiz Rodrigues
Rua B 30 - Edf. Bosque das Aguas Ap.401
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Luiz Carlos Dias Machado
(65) 3622-4126
Avenida Avenida Isaac Póvoas 586 - Sala 02 Ed.Wall Street
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Marco Aurelio Silva Ribeiro
(65) 3642-3570
Rua Bosque da Saude 208
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Nilson G. Bento
Av. Rubens de Mendonçabl. H Apt. 604 - 260 Residencial Tropical Privê
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Alerta para a catapora: sintomas, cuidados

Sobre a doençaA varicela, também conhecida como catapora, é uma doença muito comum em nosso meio, principalmente na primavera, pois a alta temperatura ajuda na proliferação do vírus. Logo, nessas épocas ocorrem os surtos da doença.Embora a maioria dos casos seja benigna, alguns podem ser graves. Principalmente em crianças muito pequenas e imunodeprimidos, podendo levar até ao óbito.Os adultos que nunca pegaram a doença também podem se infectar com o vírus. Quando isso acontece cuidados mais intensos devem ser despendidos ao doente, pois são comuns as graves complicações.Em 2010 o Estado de são Paulo registrou 39.043 casos da doença e até julho de 2011 foram registrados 1.413. O pior ano da doença no estado foi 2003, com 51,6 mil casos.A transmissão ocorre através da saliva ou secreções respiratórias, ou ainda, pelo contato com o líquido que fica no interior das vesículas. O agente responsável pela infecção é o vírus varicela zoster.Depois de infectado e encerrado o ciclo da doença, a pessoa se torna imune ao vírus. Ou seja, não tem a catapora uma segunda vez. Porém, nessas pessoas o vírus pode ser reativado caso a imunidade venha a cair. Quando isso ocorre a manifestação da doença é como herpes zoster.Sinais e sintomasOs sintomas iniciais são febre e o aparecimento das lesões, também chamadas exantemas, que iniciam na região do tórax e em seguida vão se espalhando para todo o corpo. Depois, surgem vesículas que coçam intensamente. Uma característica da catapora, que a difere de outras doenças, é o resurgimento de exantemas a cada 4 dias. Assim, vários estágios das lesões são encontrados ao mesmo tempo. Essas feridas podem aparecer, inclusive, no couro cabeludo e na mucosa oral.A maioria das crianças tem entre 250 e 500 lesões, que começam como manchas vermelhas (máculas) se transformam em pápulas (quando se tornam elevadas) e depois vesículas (pequenas bolhinhas) com líquidos transparente em seu interior. Após esse estágio as vesículas se tornam pústulas, com líquido purulento e então estouram formando crostas acastanhadas. Quando todas as lesões já estão em estágio de crostas, a doença não é mais transmitida pela criança.ComplicaçõesÉ necessário ter cuidado com a doenças e as lesões, pois podem ocorrer infecções graves como infecção secundária das lesões de pele, pneumonia, encefalite, complicações hemorrágicas, hepatite, artrite, e infecção invasiva grave, com risco de óbito.O que fazer para evitar as complicações?1. Deixe as unhas da criança sempre curtas para evitar que ela coce as feridas e se machuque;2. Evite que a criança infectada fique perto de pessoas cuja imunidade é baixa;3. Vista seu filho com roupas leves pois isso alivia e diminui a coceira;4. Não deixe que a criança arranque ou coce as crostas, pois ao machucar muito o local pode formar cicatriz. Por isso é muito importante o cuidado com as lesões da face, para não deixar marcas;5. Deixe a criança em casa, não tendo contato com as outras da escola ou outro ambiente;6. Dê ao seu filho alimentos leves e muito líquido, para que ele fique bem hidratado e combata mais rapidamente o vírus;7. Mantenha a criança em repouso, principalmente enquanto estiver com febre;8. É muito importante a higiene do corpo todo, para que não ocorra infecção das lesões. Dê de 2 a 3 banhos diários.9. O tratamento é basicamente sintomático, ou seja, apenas para aliviar os sintomas e esperar a doença passar. Porém é importantíssimo que não administre Aspirina para a criança pois pode causar um síndrome chamada Reye que leva a morte.10. Mesmo tendo tomado a vacina contra a catapora seu filho pode adquirir a doença, porém ela será muito mais leve. Essa é a vantagem de vacinar.