Cintas Modeladoras Fortaleza, Ceará

Cintas Modeladoras em Fortaleza. Encontre telefones, endereços e informações sobre Cintas Modeladoras em Fortaleza e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Cintas Modeladoras.

Thaly Confecções
(85) 3287-4279
Avenida Bezerra de Menezes 2450 lj 408
Fortaleza, Ceará
 
F Henry Moda Íntima
(85) 3254-6436
Rua 24 de Maio 350 bxs 393
Fortaleza, Ceará
 
Maynda Peças Íntimas
(85) 3252-2556
Rua 24 de Maio 570 box 1121
Fortaleza, Ceará
 
Zora Lingerie
(85) 3228-4732
Rua Mário Campos 590
Fortaleza, Ceará
 
Feminize Lingerie
(85) 3454-8061
Rua Dom Sebastião Leme 1091
Fortaleza, Ceará
 
Larosy
(85) 3235-3518
Rua Matoso Filho 1194
Fortaleza, Ceará
 
Robia Moda Íntima
(85) 3479-5676
Avenida Independência 2135
Fortaleza, Ceará
 
Lu Pinheiro Moda Íntima
(85) 3461-2731
Rua Desembargador Leite Albuquerque 720
Fortaleza, Ceará
 
Flô Di Dormir
(85) 3249-0792
Avenida Monsenhor Tabosa, 365
Fortaleza, Ceará
 
Tentacion Roupas de Dormir
(85) 3219-2706
Avenida Monsenhor Tabosa 282 lj 1
Fortaleza, Ceará
 

Cintas modeladoras – Conheça os cuidados necessários

Um antigo costume que ainda é conservado por algumas mulheres hoje em dia é lançar mão das cintas modeladoras.Antigamente as mulheres já sofriam para se espremer dentro de apertadíssimos espartilhos. A finalidade era manter uma cintura fina, fazendo contraste com um amplo quadril e seis fartos. Atualmente os padrões de beleza mudaram, mas nem tanto: as cinturas finas ainda continuam fazendo sucesso entre as mulheres e principalmente entre os homens, os quais, normalmente não resistem a curvas bem desenhadas.Um antigo costume que ainda é conservado por algumas mulheres hoje em dia é lançar mão das cintas modeladoras. Algumas utilizam apenas para esconder as gordurinhas, outras ainda usam com a finalidade de diminuir alguns centímetros nessa região.“Sempre tem mulheres que aparecem no consultório com essa ideia. Nosso papel é orientar e dizer que o uso de cinta elástica é indicado para quem se submeteu a algum procedimento cirúrgico”, explica o cirurgião plástico Alexandre Barbosa, da Clínica de Cirurgia Plástica de São Paulo. “São lendas antigas, do tempo das nossas avós. As cintas jamais emagrecem, só disfarçam as medidas. Não queimam as calorias e não têm impacto sobre as gorduras localizadas”, reforça.“Não existe comprovação científica que mostre isso. Os dermatologistas não recomendam o método como forma de emagrecimento ou para modelar o contorno do corpo”, concorda a dermatologista Lilian Estefan.Quem tem o costume de usar cintura muito apertada deve ficar ciente a alguns problemas de saúde que podem ser acarretados quando o abuso é grande. “Problemas de circulação e compressão dos órgãos são comuns”, explica Alexandre. O profissional adverte que as cinturas muito apertadas podem lesar a pele, fazer cicatrizes ou obstruir a passagem de sangue na região abdominal, podem trazer sérios problemas de circulação. “A pessoa também vai respirar de uma maneira mais curta e sentir falta de ar”, pontua.As cintas modeladoras são recomendadas em casos de pós-operatório, já que, ajudam na cicatrização e recompõem a musculatura, reduzindo o inchaço e evitando o sangramento ou luxação da pele. E mais, a peça ainda é indicada para o tratamento de problemas de postura. “Elas são indicadas depois de cirurgias como lipoaspiração, abdominoplastia, cesária e outras”.IndicaçõesÉ possível encontrar diversos tipos de modeladores, e os mais aconselhados são as peças de microfibra e elastano.Alexandre adverte que atualmente é possível encontrar diversos tipos de modeladores, e os mais aconselhados são as peças de microfibra e elastano. “Devido a fios de última geração, propiciam à mulher o máximo de conforto. Além da versatilidade, são bastante modernos e podem ser usados em qualquer tipo de corpo, alguns conseguem reduzir a silhueta em até um número”, observa.O profissional também explica que é essencial provar o produto antes de comprar, para conferir se está confortável. “Nunca compre tamanhos menores do que você usa, pensando assim conseguir um efeito mais redutor. Ao contrário, o resultado pode ser desastroso, além do que não será nada confortável e também poderá provocar problemas ortopédicos. É importante que, ao adquirir seu produto, consiga vesti-la de forma fácil e que você se sinta confortável, pois muitas vezes passaremos horas com a cinta.”Os métodos cirúrgicos também podem ser uma excelente alternativa. “Métodos como radiofrequência, ultrassom focado, criolipólise, massagem modeladora, drenagem linfática e lipoaspiração têm fundamentos científicos que comprovam a redução das medidas, diminuindo tanto a gordura localizada da região quanto a flacidez, pois atuam no tratamento do contorno do corpo”, explica Lilian.