Cirrose Hepática Pelotas, Rio Grande do Sul

Cirrose Hepática em Pelotas. Encontre telefones, endereços e informações sobre Cirrose Hepática em Pelotas e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Cirrose Hepática.

Jose Augusto Froner Bicca
532-2559
R Marechal Deodoro 800 - Sl. 701
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Mariane Terezinha Geller
(51) 3227-1204
Rua General Osorio 1184
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Joao Alfredo Costa da Silveira
(53) 225-8244
R Generaleto 1361 - Sl. 101
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio Soares Siedler
(53) 225-4081
R Tiradentes 2923
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Rosana Souza Van Der Laan
(53) 3028-2882
R Goncalves Chaves 659 - Sl. 309
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Carlos Edmundo D. Gastal
(53) 3222-4714
Rua Gen Angolo 1386 - a
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Renato Azevedo da Silva
553-2292
R Gomes Carneiro 1560
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ildo Eugenio Fonseca Chiattoni
(53) 3026-2940
R General Osorio 1236
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Milton Martins Moraes
Dr Cassiano 47
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Luiz Henrique Lorea de Lorea
(53) 227-2035
Rua Br Sta Tecla 583 - 804/805
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cirrose hepática: o que é, como tratar

O alcoolismo é um dos principais causadores do problemaA cirrose hepática é um problema grave que ocorre no fígado, podendo repercutir por todo organismo. Essa doença difusa de etiologia variável resulta na alteração da função do fígado como consequência de mudanças em suas células e canais condutores de bile e sangue. Os diversos processos patológicos culminam em morte celular e produção de um tecido fibroso e sem função, que acaba comprometendo ainda mais o trabalho hepático.Como a doença se desenvolve É bastante comum as pessoas portadoras de inflamação crônica no fígado virem a desenvolver cirrose hepática depois de algum tempo, entretanto não é possível prever quais os indivíduos com problemas de fígado que desenvolverão a cirrose.Principais causasVárias patologias podem provocar o aparecimento de cirrose hepática, entretanto as principais causas, em ordem de frequência, são:Hepatite crônica (as causadas pelo vírus B como também pelo A);Alcoolismo;Hepatites medicamentosas;Hepatites autoimunes;Esteatose hepática não alcoólica;Problemas genéticos como hemocromatose e Doença de Wilson.A icterícia é conhecida popularmente como "amarelão"Conheça as causas, sintomas e tratamento da hepatite B.Quadro clínicoO desenvolvimento da doença é insidioso e progressivo na grande maioria dos casos. Podem passar vários anos sem que seja percebida qualquer alteração no funcionamento hepático, até que, com a evolução do problema para estágios mais avançados, a capacidade funcional do órgão acaba sendo afetada a tal ponto que seu funcionamento ineficiente culmina com o aparecimento de várias manifestações.O quadro clínico varia de acordo com a causa da cirrose e o estado de saúde geral do paciente (principalmente a idade e a existência de outras morbidades). Como a doença afeta o organismo de uma maneira geral, é possível observar sintomas relacionados com diferentes aparelhos. As queixas mais frequentes são:Perda da libido;Impotência;Ginecomastia;Perda dos pelos corporais;Aumento do baço (localizado no lado esquerdo do abdome);Vômitos ou fezes com restos de sangue (secundário as varizes de esôfago, resultantes da hipertensão porta);Aumento do volume abdominal;Icterícia, conhecido popularmente como “amarelão”;Inchaço nas pernas;Escurecimento da pele;Emagrecimento e atrofia muscular;Unhas quebradiças;Sonolência excessiva durante o dia e problemas para dormir a noite;Comportamento agressivo ou agitado.Saiba quais os prejuízos que a bebida alcoólica em excesso pode trazer.Como tratarGeralmente, o quadro clínico fornece informações suficientes para que o problema seja suspeito, enquanto que uma bateria de exames de sangue pode sugerir diminuição da atividade hepática. Entretanto o diagnóstico de certeza é realizado através da biopsia hepática por punção.O tratamento se baseia na retirada do agente causador da lesão hepática (no caso de álcool ou medicamentos), ou na eliminação do vírus. Essas medidas evitam a progressão da doença e previnem complicações graves, entretanto é preciso deixar claro que a cirrose é um processo irreversível.Cada uma de suas complicações precisa de um tratamento específico, sendo necessária a assistência de uma equipe multiprofissional. Nos casos extremos, o transplante de fígado acaba sendo a última opção para cura da doença.Confira mais sobre os tipos de ictericia no bebê.A prevenção da hepatite evita cirrose hepáticaPor isso é importante apostar na prevenção da doença, que é a melhor forma de garantir saúde e evitar complicações. Fazer uso de bebidas alcoólicas com moderação, se vacinar contra hepatite B, se proteger em toda relação sexual e ficar atento quanto a utilização de medicamentos, são conselhos que merecem ser seguidos.