Cirurgia De Redução De Estômago Caucaia, Ceará

Cirurgia De Redução De Estômago em Caucaia. Encontre telefones, endereços e informações sobre Cirurgia De Redução De Estômago em Caucaia e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Cirurgia De Redução De Estômago.

Harley Araújo Cavalcante e Helena de Oliveria Rios
(85) 3254-6917
Rua Antônio Augusto 1271 s 504
Fortaleza, Ceará
 
Clin Cirurgia Plástica
(85) 3267-6804
Avenida Dom Luís 1233 s 2106
Fortaleza, Ceará
 
Capillus
(85) 3087-8191
Avenida Dom Luís 1233 - 15 s 1504
Fortaleza, Ceará
 
Marcus Vinicius Ponte S Filho
3257-7474
R Joao Lobo Filho 250
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Jotabe Fortaleza de Araujo
3461-2277
R Coronel Linhares 950
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Clínica Doutor Elizeu Lavor
(85) 3267-1712
Rua República do Líbano 1415
Fortaleza, Ceará
 
Clínica de Estética Doutora Geórgia Machado
(85) 4101-6315
Rua Catão Mamede 888
Fortaleza, Ceará
 
Clínica Gêmeos
(85) 3272-8588
Rua Padre Chevalier 746
Fortaleza, Ceará
 
Roberto Cesar Lima Chaves
3087-9434
Av Antonio Sales 3443
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Roberto Luiz Ferreira Rios
3227-6637
Av Pontes Vieira 2511
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Principais riscos da cirurgia de redução de estômago

Pessoas que têm dificuldade para perder peso acabam optando pela cirurgia de redução de estômago.A cirurgia bariátrica (redução do estômago) está cada dia mais popular, porém causa muitas preocupações. Depois de realizado esse procedimento, existem muitos cuidados que devem ser tomados para evitar problemas graves. Os obesos devem se alimentar de forma correta para não apresentar doenças como anemias, transtornos neurológicos, osteoporose e, em alguns casos extremos, até a morte no pós-operatório.A cirurgia não é um milagreOs médicos ao avaliarem os pacientes perceberam que nem todos seguem as orientações que são feitas. Muitos abandonam as consultas logo que emagrecem. E devido à cirurgia, deixam de consumir as quantidades de vitaminas e minerais necessárias para o bom funcionamento do organismo.Não se trata de milagre, a cirurgia é uma ferramenta, é um passo. O paciente deve estar comprometido com todos os cuidados no período pós-operatório e o seguimento com uma equipe capacitada para prestar os cuidados e orientações necessárias.A cirurgia não é um procedimento simples e possui riscos antes e depois da realização.Principais riscos da cirurgia de redução de estômagoQuanto maior o tamanho do desvio intestinal, maior será o risco de complicações e deficiências nutricionais;As pessoas com alterações no processo de digestão necessitam de maiores cuidados durante o uso de alimentos especiais, suplementos e medicamentos;Quando o estômago é preenchido por alimentos mal mastigados, ocorre o risco de vômitos;Em torno de 1% tem riscos de infecção e morte;Aproximadamente 30% das pessoas que fazem a cirurgia bariátrica apresentam deficiências como anemia, osteoporose e doenças metabólicas ósseas;Essas cirurgias podem causar deficiências nutricionais, por não ocorrer mais a absorção de cálcio e ferro no duodeno e jejuno;Em torno de 10 a 20% das pessoas que fazem essa cirurgia necessitam de outras operações para correção de complicações;A hérnia abdominal é a mais comum das intercorrências. Além de outras complicações como náuseas, fraqueza, suor excessivo, debilidade e diarréias logo após a alimentação;O procedimento aumenta as chances do desenvolvimento de pedras na vesícula devido a perda rápida de peso;A gravidez deve ser evitada até que o organismo se torne estável, pois a falta de nutrientes pode acarretar problemas no feto.Exercícios físicos e uma dieta balanceada é a melhor forma de perder peso com saúde.A cirurgia de redução de estômago deve ser realizada com consciência e de forma correta. Além dos problemas citados, esse tipo de procedimento pode causar depressão, pois a pessoa muitas vezes não está preparada para se adaptar aos novos padrões alimentares e principalmente pelas reações pós-cirúrgicas. O ideal é procurar ajuda de um nutricionista e tentar uma dieta balanceada. Opte pela cirurgia somente se realmente necessário.