Clínicas De Depressão Caxias do Sul, Rio Grande do Sul

Clínicas De Depressão em Caxias do Sul. Encontre telefones, endereços e informações sobre Clínicas De Depressão em Caxias do Sul e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Clínicas De Depressão.

Amélia Dolores Berti
(54) 3223-1057
Rua Garibaldi 810 s 602
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Marília Marta Kuhn
(54) 3223-5192
Rua Garibaldi 444 s 401
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Elaine Andreis
(54) 3223-9985
Rua Sinimbu 2222 s 81
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Enizete K. da Luz
(54) 3214-6251
Rua Garibaldi, 670 s 201
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Suzymara Trintinaglia
(54) 3223-9297
Rua Borges de Medeiros 677 ap 23
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Lisane Neves
(54) 3027-3002
Rua Bento Gonçalves, 2221 s 703
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Vânia Andrade de Oliveira
(54) 3221-4799
Rua Garibaldi 789 s 154
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Marlene Ines Spinelli
(54) 3261-5657
Rua Pinheiro Machado 20 s 81
Farroupilha, Rio Grande do Sul
 
Luciane Farina Fochesatto
(54) 3221-3999
Rua Doutor Montaury 1174 ap 604
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Izabel Joana Dal Pont
(54) 3223-3857
Rua Bento Gonçalves 2302 s 702
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 

Sintomas de Depressão Leve e Profunda

Ter a sensação de vazio, perda de prazer em atividades diárias dia a dia ou trabalho, diminuição da capacidade de raciocinar adequadamente, de se concentrar e de tomar decisões, fadiga e sensação de fraqueza, insônia, ou hipersonolência, perda do apetite, ou aumento exagerado do apetite, redução do interesse sexual, isolamento social, pensamentos suicidas, faltar muito ao trabalho ou piorar o desempenho escolar.Esses são os principais sintomas de um transtorno psicológico chamado Depressão.Cerca de 85% dos pacientes com depressão também sofrem com sintomas de ansiedade.A depressão é uma doença seria e precisa de tratamento psicológico e psiquiátrico. Ela se parece muito com a “tristeza”, mas diferente de ficar triste por um dia, o que acontece com a maioria das pessoas, essa tristeza pode durar longos período no mínimo 6 meses.Essa doença não escolhe raça, sexo ou idade, mas é mais comum em pessoas de 22 a 44 anos, geralmente as mulheres são as mais atingidas, talvez pelo fato de problemas hormonais poder ser uma das causas da doença.Muitos podem ser os fatores para se desenvolver uma depressão genética, stress, consumo de drogas, rejeições, separações etc.Situações traumáticas, perda de um amor ou entes queridos são as causas mais comuns.Pelo fato de estar associada a um desequilíbrio de certas substâncias químicas no cérebro, são indicados tratamentos a base de antidepressivos que têm por função principal agir no restabelecimento dos níveis normais destas substâncias, principalmente a serotonina.Alguns medicamentos podem desenvolver a doença, e parar de tomar alguns medicamentos já presentes no organismo a muito tempo também.Sofrer com este problema não é nada fácil, é uma constante mistura de sentimentos de culpa, desesperança, desamparo, solidão, ansiedade ou inutilidade entre outros tantos sintomas terríveis.Se o doente não for bem assistido pelos médicos e familiares pode vir a falecer, pois a doença é considerada de alta taxa de mortalidade em alguns lugares do mundo.O suicídio entre depressivos é 30 vezes maior do que a média da população em geral.Ela afeta diretamente o humor das pessoas, mas não existe uma regra, podendo a depressão se manifestar de formas diferentes em cada pessoa. Alguns sofrem mais danos emocionas enquanto outros podem sofrer mais danos físicos como dores, ou até em casos mais graves uma mistura dos dois.A parte boa da historia é que é uma doença totalmente reversível se tratada adequadamente.O que diferencia uma depressão considerada leve e uma considerada profunda são basicamente a intensidade dos sintomas e a duração da doença.Os riscos maiores de mortes então concentrados nos casos de depressões profundas, essa que podem que durar mais de um ano .Antidepressivos, vitaminas, exercícios, acompanhamento medico especializado e apoio familiar, podem salvar a vida de uma vitima da depressão tanto leve quanto profunda.Aquela pessoa considerada “baixo astral” pode estar precisando muito de ajuda e talvez não tenha coragem para pedir.Ajude!Preste atenção aos sintomas e principalmente a se tristeza dessa pessoa parecer nunca mais ir embora, nunca deixar o doente desistir ou se entregar.