Dismenorréia Caucaia, Ceará

Dismenorréia em Caucaia. Encontre telefones, endereços e informações sobre Dismenorréia em Caucaia e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Dismenorréia.

Francisco Wladimir O de Queiroz
3279-4093
R Pedro Firmeza 712
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Danielle Christine D Oliveira
4011-4100
R Rocha Lima 231
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Afonso Celso C. Soares
Av Treze de Maio 1331
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Terceiro de Paiva Bezerra
3224-1360
R Vicente Linhares 269
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Maia Pinto
3221-5435
R Jaime Benevolo 1644
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Valdy Ferreira de Menezes
3458-1630
Av Dom Luis 500
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio Maia Pinto
R Osvaldo Cruz 1089
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ricardo Augusto Rocha Pinto
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Silvana Cristina S Albuquerque
Av B 690
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Nazareno Silva Lima
3458-2566
Av Dom Luis 500
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cólica menstrual ou Dismenorréia: Há Diferenças?

cólica menstrual ou dismenorreia há diferenças?Quando chega a época não tem jeito, surgem dores fortes que acabam com o humor de uma boa parte de mulheres. O problema é denominado dismenorréia ou, simplesmente, cólica menstrual. E muitas apelam para a automedicação, sem ao menos saber que a situação pode estar relacionada com alguma doença, que pede tratamento específico.A cólica é provocada, de maneira geral, pela contração do útero e se manifesta em diferentes graus: desde um pequeno desconforto até dores intensas, acompanhadas de diarréia, sensação de mal-estar e de dor cabeça.No primeiro caso, não há lesões nos órgãos pélvicos. Em geral, é causada pelo aumento da produção de algumas substâncias pelo útero, é chamada de prostaglandinas, que promovem contrações uterinas dolorosas, explica os ginecologistas.Dessa forma, o sofrimento inicial começa a se manifestar após as primeiras menstruações. Costuma aumentar ou diminuir de intensidade por volta dos 20 anos ou após a gravidez. O estresse é um fator agravante, porque aumenta a produção das prostaglandinas.O tratamento é realizado com antiinflamatórios. Outras recomendações são exercícios físicos moderados, uso de bolsas de água quente, banhos mornos e massagens relaxantes. Até a alimentação colabora. A dieta deve conter menos gordura animal, laticínios e ovos, e mais vegetais, sementes cruas e nozes.O que é dismenorréia secundária? A dismenorréia secundária pode ocorrer por inúmeros fatores e os mais frequentes são endometriose, miomas uterinos, infecção pélvicas, anormalidades congênitas da anatomia do útero ou da vagina, uso de DIU (dispositivo intra-uterino) como método anticoncepcional. A dor costuma aparecer durante o período menstrual, mas pode incomodar em outras fases do ciclo, de acordo com sua causa provável.Para tratar da situação de endometriose, a melhor opção pode ser conseguida com uso de métodos hormonais ou cirurgia. No caso das infecções, o tratamento é realizado com uso de antibióticos. O tratamento dos miomas, em geral, também é cirúrgico.Como saber o diagnóstico?Quem sente cólicas, deve procurar um médico para identificar os motivos. O diagnóstico é baseado no histórico do paciente e nos exames físicos e ginecológicos. Às vezes, são necessários exames complementares, como as dosagens hormonais, ultra-som transvaginal, ressonância magnética e, em último caso, laparoscopia.Assim, procure se livrar do problema verificando, o que de fato está ocorrendo com o seu organismo, através de consultas com especialistas na área.