Doenças Cardiovasculares Santa Rita, Paraíba

Doenças Cardiovasculares em Santa Rita. Encontre telefones, endereços e informações sobre Doenças Cardiovasculares em Santa Rita e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Doenças Cardiovasculares.

Clínica Doutor João Wanderley
(83) 3229-3370
Rua Juarez Távora 181
Santa Rita, Paraíba
 
Unidade Cardiológica
(83) 3221-0294
Avenida Coremas 615
João Pessoa, Paraíba
 
Clínica do Coração
(83) 3244-6262
Rua Claudino Pereira 77
João Pessoa, Paraíba
 
Cardioclínica da Paraíba
(83) 3222-2984
Avenida Princesa Isabel 148
João Pessoa, Paraíba
 
Ana Maria Veiga de Melo
(83) 3244-2058
Rua Júlia Freire 1200 s 106
João Pessoa, Paraíba
 
Clincardio
(83) 3232-2776
Avenida Liberdade 1897
Bayeux, Paraíba
 
Clinicor
(83) 3221-3927
Rua Eurípedes Tavares 525
João Pessoa, Paraíba
 
Clínica do Coração
(83) 3235-8600
Rua Walfredo Macedo Brandão 1011
João Pessoa, Paraíba
 
Pulmorcardio Pronto Socorro do Coração e Pulmão
(83) 3221-0686
Avenida Camilo de Holanda 334
João Pessoa, Paraíba
 
Centrocor - Centro Cardiológico
(83) 3244-0454
Rua Júlia Freire 1235
João Pessoa, Paraíba
 

Como Evitar Doenças Cardiovasculares

Nos dias de hoje, vivemos em uma era que se preocupa muito com a saúde e com o bem estar das pessoas. Preocupamo-nos com nosso trabalho, nossa alimentação, exercícios físicos e hábitos e, embora as vezes isso chegue ao limite do exagero, a verdade é que não é uma preocupação infundada.É que a medida em que a tecnologia foi evoluindo e tornando a vida mais prática, também adquirimos hábitos pouco indicados: alimentação inadequada e sedentarismo, por exemplo estão fazendo grandes estragos em nossa saúde, especialmente ao nosso coração. Você sabia que tudo isso aumentou a incidência de doenças cardiovasculares?No Brasil, as doenças crônicas não transmissíveis foram as maiores responsáveis pelas mortes ocorridas no país, sendo que entre elas as cardiovasculares foram as líderes neste triste ranking, com 29,4% dos casos.Como imaginamos que ninguém deseja fazer parte desta estatística, que tal conhecer algumas informações a respeito e assim saber o que pode ser feito?Quais fatores podem influenciar no aparecimento de doenças cardiovasculares?Algumas características que podem propiciar o aparecimento da doença não podem ser evitados, como por exemplo, fatores hereditários (filhos de pessoas portadores de doenças cardiovasculares tem maiores propensões), idade (acima dos 65 anos) e sexo (homens tem mais chances de sofrerem com o problema). Estes são fatores imutáveis, porém há outros itens que podem aumentar a probabilidade deste tipo de doença: fumo, obesidade, colesterol elevado, pressão alta, vida sedentária, obesidade, diabetes e estresse podem ser problemáticos e corrigir estes hábitos é uma boa forma de prevenir doenças cardiovasculares como também cuidar de sua saúde em geral.O que fazer para evitar o aparecimento destas doenças?Se o problema já é tão falado, devemos afirmar que o remédio é mais conhecido ainda: ter um estilo de vida saudável, com a prática regular de exercícios físicos e alimentação equilibrada e balanceada. Aliás, neste caso nem importa ser ou não do time daqueles que tem fatores imutáveis de riscos.Parece fácil, não é mesmo? Sim, é mais fácil do que passar a depender de remédios, mas essa facilidade não significa que tudo deva ser feito por sua própria conta e risco. É importante lembrar que é indicado que tais mudanças de hábitos sejam feitos sob supervisão médica. É arriscado iniciar treinos físicos sem supervisão adequada ao seu próprio limite imposto por condicionamento físico. Também não é uma boa ideia fazer uma dieta por conta própria, seja restringindo ao máximo o número de calorias ingeridas, aquela dieta que algum amigo sugeriu ou que viu na revista e está na última moda.Dieta não é como usar uma roupa de acordo com as tendências e assim como no caso das roupas, nem tudo que serve para aquela celebridade fica bem em você. Da mesma forma podemos afirmar que as consequências podem ser mais sérias, afinal trata-se de saúde: é preciso que o novo cardápio seja personalizado, de acordo com sua saúde e suas necessidades. Isso sim, será capaz de garantir que a sua decisão de mudar os hábitos e viver bem seja realmente benéfica.