Escabiose Humana Boa Vista, Roraima

Escabiose Humana em Boa Vista. Encontre telefones, endereços e informações sobre Escabiose Humana em Boa Vista e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Escabiose Humana.

Francisco F de Farias Jr
(95) 224-4514
R Barreto Leite 214 - /2 Sala 1
Boa Vista, Roraima
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Reis & Reis
(95) 224-1460
R Melvim Jones 43 - Sala a
Boa Vista, Roraima
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
HGR-Hospital Geral de Roraima
(95) 3623-8984
av Brg Eduardo Gomes, 3308
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital Coronel Mota
(95) 3224-9285
r Cel Pinto, 636
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital estadual Materno-Infantil Nossa Senhora de Nazaré
(95) 3623-1818
r Pres Costa Silva, 950
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Marilia Juliana Moreno Coelho Belmino
(95) 3265-5901
Av Mario Homem de Melho 3057
Boa Vista, Roraima
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Hospital Maternidade Nossa Senhora De Fátima
(95) 3626-2098
av Parma Jóquei Clube Centenário
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital da Mulher
(95) 3224-1460
r Melvin Jones, 126
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital Lotty Íris
(95) 3224-1433
r Barreto Leite, 46 Centro
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital Unimed
(95) 3624-2231
av Glaycon Paiva, 1083 São Vicente
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Escabiose humana: o que é, tratamento

Coceira - Pode ser escabiose humana.A Escabiose Humana, que também é conhecida como Sarna Humana, é uma problema que ocorre na pele, ocasionado por um ácaro. Esse microrganismo leva o nome de Sarcoptes scabiei, da variedade hominis. Existem outras variedades, mas a hominis é a única que afeta o homem.O contágio dessa doença ocorre no contato de uma pessoa portadora dos sintomas com outra que não possui o problema. Todas as pessoas têm risco de desenvolver o problema, desde crianças a idosos, principalmente aqueles que ficam em contato com animais domésticos.Sinais e sintomasOs principais sinais e sintomas que a Escabiose gera são: coceira, elevação da pele formando pápulas com presença de pequenas bolinhas (vesículas). Muitas vezes as vesículas não são visíveis, pois ao coçar o local elas são retiradas, causando ulceras.Os locais onde mais aparecem as lesões são dedos, pregas interdigitais, punhos, cotovelos, axilas, região mamária (principalmente ao redor dos mamilos), ao redor do umbigo, nádegas e abdômen.Nas crianças pode acometer o couro cabeludo, palma das mãos e planta dos pés. Em bebês e crianças muito pequenas (que não sabem coçar) existem lesões nos tornozelos, pois elas acabam esfregando um pé no outro devido a coceira, gerando a ulcera.Lesões de escabiose na palma da mão.TratamentoO medicamento mais utilizado no caso de escabiose são os escabicidas, normalmente em forma de loção:Benzoato de benzila – 25%;Monossulfiran – 25%;Deltametrina;Pasta d’água com enxofre – 5 a 10% ( 2 a 3 vezes por dia, usada para crianças ou gestantes).Quando a infestação é muito intensa, pode-se utilizar medicação sistêmica, via oral como o Tiabendazol ou a ivermectina.Cuidados importantesAlguns cuidados devem ser tomados para conseguir eliminar completamente a doença.Trocar diariamente as roupas de cama;Trocar várias vezes ao dia a roupa do corpo;Lavar bem as roupas de cama e do corpo com sabão e passar com ferro quente;Tomar vários banhos no dia;Evitar o contato com animais;Passar corretamente o medicamento;Evitar coçar, para não acarretar ulceras e infecções secundárias.Prevenção do contágioQuando um membro da família está com escabiose, os outros devem ser investigados. A melhor forma de evitar o contágio da doença é ficando longe de pessoas contaminadas e de animais que possuem a doença.Cuidado com o contato com animais que possuem sarna.Muitas pessoas já ouviram falar em sarna, mas algumas não sabem que existe um microrganismo capaz de acarretar a mesma doença em humanos. Fique atento aos sinais e sintomas, pois esse problema de saúde só pode ser eliminado quando tratado corretamente. Na presença de qualquer suspeita da doença, procure um dermatologista e faça o tratamento corretamente.