Gastrite Teresina, Piauí

Gastrite em Teresina. Encontre telefones, endereços e informações sobre Gastrite em Teresina e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Gastrite.

Maria Teresa Sousa M Rezende
(86) 3221-4805
R Vinte e Quatro de Janeiro 294 - N
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio de Barros Araujo Filho
(86) 3215-6828
Av Leonidas Melo 370
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria das Gracas Motta e Bona
(86) 3222-9024
R Desembargador Pires de Castro 380 - Sul S 505
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Thereza Christina Pereira Leal
(86) 3223-6664
R Alvaro Mendes 2268 - Sala 106
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ceciane Alves Nery
(86) 4009-1110
R Coelho de Resende 1276
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Luiz Antonio de Carvalho
Av Raul Lopes 1000 - L Teresina Shopping
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Roger Aragon de Moraes Marinho
(86) 3221-2723
R Elizeu Martins 1294 - Sala 201
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Manoel Chaves Filho
(86) 3223-5600
R Felix Pacheco 1870
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Luis Lima
R Paissandu 2140
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria de Lourdes de F Veras
(86) 3221-0190
R Olavo Bilac 1610
Teresina, Piauí
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Alimentos que previnem Gastrite

A gastrite é a inflamação da mucosa estomacal. A gastrite aguda pode ser causada por anti-inflamatórios ou outros medicamentos, alimentos contaminados por germes, pelo estresse, por queimaduras extensas no corpo ou em pacientes com infecção generalizada. Quando a mucosa do estômago encontra-se muito inflamada, pode ocorrer a hemorragia digestiva superior aguda, que faz com que o vômito e as fezes do paciente saiam com sangue.Por outro lado, existe a gastrite crônica, que é causada pela bactéria Helicobacter pylori, que diminui as células da mucosa do estômago e reduzem a produção do ácido gástrico, muito importante para fazer a esterilização e a digestão dos alimentos ingeridos. Algumas vezes, a gastrite crônica pode ser consequência da bile descarregada pelo fígado no início do intestino delgado, que reflui para o estômago. Esse tipo de inflamação estomacal pode surgir devido a um dos fatores citados isolados ou de uma combinação entre eles.Grande parte dos casos de gastrite crônica não manifesta sintomas, mas nos de aguda, o paciente pode sentir queimação e dor no abdômen, perda de apetite, azia, sangramento digestivo, náuseas, vômitos, fraqueza, diarréias, irritação nos cantos dos lábios e ardência na língua.Portanto, antes de ter que se curar de uma gastrite, o melhor é prevenir o seu aparecimento, evitando hábitos que provoquem a inflamação estomacal. Então, evite bebidas alcoólicas, cigarro e analgésicos ou anti-inflamatórios, pois esses são os componentes principais para o surgimento de uma gastrite. Além do mais, não coma com pressa, pois o estômago não tem tempo de diluir toda a alimentação ingerida, o que provoca a gastrite.Há também alguns alimentos que previnem a gastrite. São eles o leite e seus derivados por serem básicos, carnes magras, verduras, legumes cozidos, pães brancos, bolachas de maisena, bolachas de água e sal, arroz, macarrão, mandioca, batata, mandioquinha e frutas, exceto as ácidas como o abacaxi, o melão, a laranja, o limão, o morango, a acerola e o kiwi.Entretanto, há aqueles alimentos que devem ser evitados por todas as pessoas que pretendem nunca desenvolver uma gastrite ou por aquelas que já a desenvolveram e não querem que ela cause mais malefícios à saúde. São eles as frituras, os alimentos gordurosos, as frutas ácidas, os temperos, os cocos, as nozes, as castanhas-de-caju, as castanhas-do-pará, os amendoins, os embutidos, os alimentos enlatados e em conserva, o feijão, o café, os chocolates, o chá preto, o chá mate e as bebidas gasosas como refrigerantes.Então, é preciso ter uma alimentação saudável para não correr o risco de desenvolver uma gastrite que pode, se não for bem tratada, vir a se tornar uma úlcera estomacal. O ideal e manter uma alimentação balanceada, sempre regada a muita verdura, legumes e frutas. Infelizmente, os alimentos fortes, que são saborosos, têm que ser evitados para manter o estômago com saúde.No entanto, nada impede que, de vez em quando, refeições mais gordurosas sejam feitas, contanto que isso não se torne um hábito diário. Em encontros com a família ou com os amigos, tudo é permitido, porém, sem exageros.Esse tipo de alimentação não evita apenas a gastrite como também quase todas as doenças, que estão geralmente relacionadas aos hábitos nutricionais. Por isso, siga essa dieta e mantenha um corpo sempre saudável.