Gravidez Na Adolescência Brasília, DF

Gravidez Na Adolescência em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Gravidez Na Adolescência em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Gravidez Na Adolescência.

Gilson Luiz Fidelis da Silva
(32) 453-5330
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Antonio Cesar Paes Barbosa
(33) 458-0300
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Maria Julita Palmeira Rodrigues
(33) 262-4770
Sdn Cj.a Conj. Nacional 4º Andar Sl. 4.104
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Sebastião Maluf
(33) 522-2320
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Ana Lucia Brandes M. Ferreira
(61) 3346-1177
Shls 716 - Sala 217 Centro Clinico Sul Torre Ii
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Venilton Cruz Cavalcante
(61) 3346-6625
Shls 716 - Salas W 424/426 Torre Ii Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Judiluzia Araujo de Figueiredo
(35) 631-3460
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Rosangela Costa Pinto Barreiros
324-5677
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Marcia Nobrega de Queiroz
(61) 3248-6166
Qi 15 Cons 05 Hospital Brasilia 15 - Area Especial
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Cezar Augusto Pigatto
Seps 715 - /915 Bloco C 1º Andar Sala 104 Hospital São Lucas
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Gravidez na adolescência, saiba mais

(Imagem: Foto divulgação)A cada ano o número de jovens que engravidam tem aumentado. Os motivos são o início cada vez mais cedo da menstruação e da relação sexual. Além disso a carência de conhecimento, o medo de adotar a vida sexual e a falta de espaço para a discussão de valores com sua família, também induzem as jovens a engravidar.Muitas, até conhecem os métodos preventivos disponíveis. Porém, assim como as desinformadas, elas engravidam quase com a mesma facilidade, o que faz da informação um elemento insuficiente.No entanto, mais do que a carência de conhecimento, a gravidez nessa etapa está ligada às características próprias dessa fase. Atitudes e pensamentos como “comigo não acontece” ou “de ser errado, depois a gente vê” juntos com o pouco ou nenhum diálogo com os familiares, além da agonia do conflito entre a vontade e os resultados, para que a gravidez aconteça.Métodos AnticoncepcionaisCada método tem suas vantagens e desvantagens. O preservativo (camisinha) pode ser um dos métodos mais seguros, quando não rompido. Sua maior vantagem é que ele previne contra todas as doenças sexualmente transmissíveis. Além de ter um custo baixo.O DIU (Dispositivo Intra-Uterino) por sua vez, é o método mais eficaz, seguido da pílula, mas diversos médicos não o aconselham para mulheres que nunca tiveram filhos. O diafragma se o qual serve como uma barreira de proteção para o útero, se usado de acordo com as instruções, pode ser um dispositivo bastante benéfico.Por fim, existe a tabelinha, um dispositivo natural, mas repleto de falhas, sobretudo se a jovem tiver um ciclo menstrual irregular. Neste caso, é recomendável o uso combinado com outro método como o preservativo.O partoEmbora no Brasil a maior parte das mães adolescentes recebam o atendimento pré-natal, uma grande porcentagem de partos são avaliados como de alto risco, já que muitas vezes o corpo das adolescentes não se encontram adequadamente preparado para dar a luz. Porém de qualquer forma, a maioria dos recém-nascidos encontram-se dentro da faixa de normalidade, com o peso e a tamanho dentro do padrão.