Hanseníase Brasília, DF

Hanseníase em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Hanseníase em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Hanseníase.

Carmem Silvia Vettorazzo Stocco
Shls 716 - Cent.Clinico Sul Torre Ii Sala 212
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eliana Lima Bicudo dos Santos
Seps 710 - /910Sala 536Centro Clinico Via Brasil Centro Clinico Via Brasil
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Fernando Cesar D Andrada Sobrinho
Sds Bl. Pº 36 - Ed. Venancio Iii Sala 401
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Alexandre Lima Rodrigues da Cunha
(61) 3345-5505
Shls 716 Centro Clinico Sul Torre Ii Sala 420
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eduardo Flávio Oliveira Ribeiro
(61) 3245-7505
Shls 716 Centro Clínico Torre 2 304
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ihsan Youssef Simaan
(61) 3445-1166
Seps 715/915 Sul Edificio Pacini Conjunto a Bolco B Sala 208 208 - Setor Ho
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Carlos Damião Amorim Rebelo de Amorim
Shls 716 - Consultorio 07 Hospital Santa Lúcia
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Alexander Jorge Saliba
(61) 3326-9242
Cln 204 Bloco C Número 51 - Sala 105
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Fernando Americo Rozzante de Castro
(61) 3346-7771
Shis 716Conj. L Torre Ii S/102 000 - Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Gustavo de Oliveira Costa
(61) 3362-6000
Sia Trecho 02 Lote 1125
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Hanseníase: causas, sintomas e tratamento

A hanseníase antigamente era conhecida como lepra ou mal de Hansen. O nome surgiu a partir do seu descobridor, Gerhard Hansen. É considerada e nomeada como a doença mais antiga do mundo, pois sua infecção e transmissão acontecem há, pelo menos, 4.000 anos.Mas o que é hanseníase?A hanseníase é uma doença infecto-contagiosa, cujo microrganismo causador é um bacilo denominado Mycobacterium leprae. Este microorganismo apresenta afinidade pelas células cutâneas e por células dos nervos periféricos, o que justifica os sinais e sintomas apresentados por uma pessoa contaminada. Portanto, não é uma doença de cunho hereditário, ou seja, não existe alteração genética responsável pelo aparecimento das lesões.Quais são os tipos?Existem quatro tipos de hanseníase, sendo que essa classificação é dependente do quadro dermatológico (da pele), apresentado pelo indivíduo infectado. Vale lembrar que a apresentação clínica, a qual o indivíduo irá apresentar, é dependente, exclusivamente, da resposta do sistema imunológico do indivíduo, contra o microrganismo causador.Hanseníase indeterminada;Hanseníase tuberculóide;Hanseníase virchowiana;Hanseníase dimorfa.Como é a manifestação clínica?De maneira geral, os quatro tipos de manifestação da doença apresentarão algumas características em comum, ditas como clássicas da doença. São elas:Sensação de formigamento, dormência ou fisgadas nas pontas dos dedos, nas mãos ou nos pés;Manchas, geralmente brancas, mas podem ser avermelhadas, com perda da sensibilidade para alteração de temperatura (frio ou calor), a dor, ou ao toque;Áreas normais, porém, que apresentam as alterações de sensibilidade descritas acima ou não apresentam secreção de suor;Placas e caroços que surgiram sem explicação, disseminados pelo corpo;Diminuição da força, principalmente manifestada, quando iremos segurar um objeto.Qual o modo de transmissão?Os bacilos são eliminados através do sistema respiratório, por secreções nasais, tosse, gotículas da fala ou espirros. É importante mencionar que apenas os pacientes que não estão em tratamento poderão transmitir a doença. Portanto, os pacientes que estão em tratamento regular ou aqueles que já receberam alta, não a transmitem. Dentre os quatro tipos da doença, apenas as formas virchowiana e dimorfa são contagiantes.A boa notícia é que mais de 90% das pessoas, que tiveram ou poderão ter contato com o bacilo, não desenvolverão a doença. Em resumo, podemos afirmar que a maioria é resistente ao microorganismo. Mas por que o restante da população desenvolve a doença? O que se sabe atualmente é que outros fatores multifatoriais, incluindo a genética individual, podem contribuir para o desenvolvimento da doença.Como é feito o tratamento?Diferente do que se pensava e se conhecia antigamente, hoje, a hanseníase é curável. Todo o tratamento é realizado nas unidades de saúde e o melhor de tudo, é gratuito. Como praticamente todas as doenças, quanto mais rápido e precoce for o diagnóstico da hanseníase, mais fácil a sua eliminação.De um modo geral, o indivíduo infectado é submetido a um tratamento via oral de três ou quatro medicamentos; estes decididos pelo médico dependendo do tipo da doença. Portanto, apenas o especialista poderá indicar qual o melhor tratamento, em cada caso.Como posso prevenir?É importante sempre estarmos atentos ao que acontece no nosso meio, principalmente, se é algo que foge da nossa rotina. Observe as manifestações mais comuns e, caso você ou alguém próximo esteja apresentando algum dos sintomas que foram citados, procure, imediatamente, um especialista. A sua vida e de todos ao seu redor, depende disso!