Hepatite C Caucaia, Ceará

Hepatite C em Caucaia. Encontre telefones, endereços e informações sobre Hepatite C em Caucaia e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Hepatite C.

Silvana Cristina S Albuquerque
Av B 690
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Evandro Ferreira de Sousa
3253-3337
Av Antonio Sales 60
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Valdy Ferreira de Menezes
3458-1630
Av Dom Luis 500
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Nazareno Silva Lima
3458-2566
Av Dom Luis 500
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Maia Pinto
3221-5435
R Jaime Benevolo 1644
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Sefora de Alencar Araripe Gurgel
3224-6470
R Jose Vilar 950
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio Maia Pinto
R Osvaldo Cruz 1089
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ricardo Augusto Rocha Pinto
R Papi Junior 1222
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Odalia Carvalho Sampaio
3252-2804
Rua Pereira Filgueiras 1095
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Afonso Celso C. Soares
Av Treze de Maio 1331
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Hepatite C: Sintomas, como tratar

Há tempos que a hepatite C preocupa a população mundial. Isso, por ser uma doença que afeta o fígado e tem evolução crônica, quando não devidamente tratada. No intuito de informarmos, separamos algumas informações sobre os sintomas e o tratamento da hepatite C.Conheça um pouco mais sobre os tratamentos para hepatite C. (Foto: Divulgação)A Hepatite C tem matado mais a AIDSConhecendo mais sobre a hepatite CA hepatite C é uma inflamação que acomete o fígado e tem como principal agente causador, o vírus da hepatite C (VHC ou HCV). Ele é transmitido de pessoa a pessoa, através do contato com o sangue contaminado. Após a pessoa entrar em contato com o vírus, o processo inflamatório já é iniciado e, a depender do tempo de evolução, o indivíduo infectado pode desenvolver cirrose e, até mesmo, câncer de fígado.Estimativa da população afetada pelo VHCSegundo dados atuais, cerca de 3% da população mundial, em torno de 170 milhões de pessoas, são portadoras do vírus hepatite C. Atualmente, é a principal causa de transplante de fígado em todo o mundo.Conheça os fatores de risco para a Hepatite CApesar do alto número de pessoas contaminadas pelo vírus, alguns fatores são considerados muito importantes. Conheça abaixo quais são eles:Usuários de drogas injetáveis;Pessoas que receberam transfusão sanguínea antes de 1987;Pessoas que receberam transplante de órgãos antes de 1992;Pessoa que realizam hemodiálise;Filhos de mães que possuem o VHC;Parceiros que sejam portadores de HIV;Crianças com idade inferior a 12 meses e que tenham mães portadoras de VHC;Profissionais da saúde que tiveram contato direto com o sangue infectado.A hepatite C é uma doença que acomete o fígado, podendo levar a cirrose.(Foto: Divulgação)Conheça o quadro clínico da hepatite CA maioria das pessoas que adquirem o vírus da Hepatite C desenvolvem a doença crônica e lenta. Desse total, cerca de 90% dos indivíduos contaminados são assintomáticos ou apresenta sintomas inespecíficos, como por exemplo:Dor muscular;Cansaço;Dor nas articulações;Náuseas;Dor na região do fígado.Entre esses, o diagnóstico geralmente é feito ao acaso, através da doação de sangue ou durante a realização de exames de rotina. No entanto, quando a doença se torna crônica, ela começa a apresentar outros sinais e sintomas. Isso, porque, provavelmente o fígado já está apresentando manifestações de cirrose.Conheça mais sobre o tratamento da Heptite CAntes de conhecer quais são os tratamentos atuais contra a Hepatite C, é preciso saber quando ele é indicado. Sendo assim, as indicações são:VHC detectável associado a exame que demonstra atividade inflamatória no fígado;Portadores de cirrose sem outras complicações;Usuário de álcool e de droga que tenham condições para aderir ao tratamento;Portadores com co-infecção do VHC.Entre os tipos de tratamentos atualmente utilizados, podemos citar:Interferon alfa e ribavirina – em associação, eles impedem a multiplicação do vírus, assim como melhora a resposta imune (defesa) do organismo do indivíduo infectado;Interferon peguilado ou peginterferon – possui a mesma ação que o anterior, porém melhor ação sobre outros dois genótipos do VHC, o tipo 2 e o tipo 3. Uma das formas de transmissão é através do leite materno de mães contaminadas pelo vírus.(Foto: Divulgação)A Hepatite C é uma doença inflamatória que acomete o fígado. Quando não devidamente tratada, pode se tornar crônica e, até mesmo levar a cirrose, sendo necessário um transplante hepático. Após conhecer um pouco mais sobre essa enfermidade, basta ficar atento aos fatores de risco e se prevenir.Saiba mais sobre o programa que o SUS vai distribuir os remédios contra o Hepatite C