Hepatite C Caucaia, Ceará

Hepatite C em Caucaia. Encontre telefones, endereços e informações sobre Hepatite C em Caucaia e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Hepatite C.

Liana Maria Juca B Mattedi
(85) 4011-2767
Travessa Dom Luís 1200
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Silvana Cristina S Albuquerque
Av B 690
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio Maia Pinto
R Osvaldo Cruz 1089
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jacinta Maria Parente Vieira
3287-4820
Av Bezerra de Menezes 2711
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Sefora de Alencar Araripe Gurgel
3224-6470
R Jose Vilar 950
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Nazareno Silva Lima
3458-2566
Av Dom Luis 500
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Odalia Carvalho Sampaio
3252-2804
Rua Pereira Filgueiras 1095
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Maia Pinto
3221-5435
R Jaime Benevolo 1644
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Fabricio Andre Martins Costa
3279-5059
R Pedro Firmeza 712
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Danielle Christine D Oliveira
4011-4100
R Rocha Lima 231
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Hepatite C: Sintomas, como tratar

Há tempos que a hepatite C preocupa a população mundial. Isso, por ser uma doença que afeta o fígado e tem evolução crônica, quando não devidamente tratada. No intuito de informarmos, separamos algumas informações sobre os sintomas e o tratamento da hepatite C.Conheça um pouco mais sobre os tratamentos para hepatite C. (Foto: Divulgação)A Hepatite C tem matado mais a AIDSConhecendo mais sobre a hepatite CA hepatite C é uma inflamação que acomete o fígado e tem como principal agente causador, o vírus da hepatite C (VHC ou HCV). Ele é transmitido de pessoa a pessoa, através do contato com o sangue contaminado. Após a pessoa entrar em contato com o vírus, o processo inflamatório já é iniciado e, a depender do tempo de evolução, o indivíduo infectado pode desenvolver cirrose e, até mesmo, câncer de fígado.Estimativa da população afetada pelo VHCSegundo dados atuais, cerca de 3% da população mundial, em torno de 170 milhões de pessoas, são portadoras do vírus hepatite C. Atualmente, é a principal causa de transplante de fígado em todo o mundo.Conheça os fatores de risco para a Hepatite CApesar do alto número de pessoas contaminadas pelo vírus, alguns fatores são considerados muito importantes. Conheça abaixo quais são eles:Usuários de drogas injetáveis;Pessoas que receberam transfusão sanguínea antes de 1987;Pessoas que receberam transplante de órgãos antes de 1992;Pessoa que realizam hemodiálise;Filhos de mães que possuem o VHC;Parceiros que sejam portadores de HIV;Crianças com idade inferior a 12 meses e que tenham mães portadoras de VHC;Profissionais da saúde que tiveram contato direto com o sangue infectado.A hepatite C é uma doença que acomete o fígado, podendo levar a cirrose.(Foto: Divulgação)Conheça o quadro clínico da hepatite CA maioria das pessoas que adquirem o vírus da Hepatite C desenvolvem a doença crônica e lenta. Desse total, cerca de 90% dos indivíduos contaminados são assintomáticos ou apresenta sintomas inespecíficos, como por exemplo:Dor muscular;Cansaço;Dor nas articulações;Náuseas;Dor na região do fígado.Entre esses, o diagnóstico geralmente é feito ao acaso, através da doação de sangue ou durante a realização de exames de rotina. No entanto, quando a doença se torna crônica, ela começa a apresentar outros sinais e sintomas. Isso, porque, provavelmente o fígado já está apresentando manifestações de cirrose.Conheça mais sobre o tratamento da Heptite CAntes de conhecer quais são os tratamentos atuais contra a Hepatite C, é preciso saber quando ele é indicado. Sendo assim, as indicações são:VHC detectável associado a exame que demonstra atividade inflamatória no fígado;Portadores de cirrose sem outras complicações;Usuário de álcool e de droga que tenham condições para aderir ao tratamento;Portadores com co-infecção do VHC.Entre os tipos de tratamentos atualmente utilizados, podemos citar:Interferon alfa e ribavirina – em associação, eles impedem a multiplicação do vírus, assim como melhora a resposta imune (defesa) do organismo do indivíduo infectado;Interferon peguilado ou peginterferon – possui a mesma ação que o anterior, porém melhor ação sobre outros dois genótipos do VHC, o tipo 2 e o tipo 3. Uma das formas de transmissão é através do leite materno de mães contaminadas pelo vírus.(Foto: Divulgação)A Hepatite C é uma doença inflamatória que acomete o fígado. Quando não devidamente tratada, pode se tornar crônica e, até mesmo levar a cirrose, sendo necessário um transplante hepático. Após conhecer um pouco mais sobre essa enfermidade, basta ficar atento aos fatores de risco e se prevenir.Saiba mais sobre o programa que o SUS vai distribuir os remédios contra o Hepatite C