Herpes Zoster Brasília, DF

Herpes Zoster em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Herpes Zoster em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Herpes Zoster.

Fernando Americo Rozzante de Castro
(61) 3346-7771
Shis 716Conj. L Torre Ii S/102 000 - Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Fernando Renato M de S P Leme
(32) 456-2670
Clínica Médica Gastroenterologia
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eduardo Flávio Oliveira Ribeiro
(61) 3245-7505
Shls 716 Centro Clínico Torre 2 304
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Alexander Jorge Saliba
(61) 3326-9242
Cln 204 Bloco C Número 51 - Sala 105
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Kenio Dias Botelho
(61) 3442-1018
Seup 710/910 220 - Sala 220
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Alexandre Lima Rodrigues da Cunha
(61) 3345-5505
Shls 716 Centro Clinico Sul Torre Ii Sala 420
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Einstein Francisco de Camargos
(61) 3349-2827
Stn Lote M Centro Clínico Vital Brazil 327 - Sala 327
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eliana Lima Bicudo dos Santos
Seps 710 - /910Sala 536Centro Clinico Via Brasil Centro Clinico Via Brasil
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Fernando Cesar D Andrada Sobrinho
Sds Bl. Pº 36 - Ed. Venancio Iii Sala 401
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Egino Sarto
(32) 453-6440
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Herpes Zoster também pode afetar crianças

O que é o Herpes ZosterO Herpes Zoster vem da reativação do vírus da Varicela. Primeiramente, a pessoa se infecta com o vírus e desenvolve a varicela, ou seja, catapora. Surgem os sinais e sintomas característicos, que são cansaço, mal estar, dor de cabeça, aparecimento de lesões avermelhadas na pele, febre, coceira nas lesões, evoluindo, posteriormente, para a cura. Essa doença é muito frequente em crianças, sendo que pode ser muito mais complicada quando ocorre em adultos.Após anos da primeira infecção, o vírus ainda permanece no organismo e pode se reativar, causando novos sinais e sintomas. Porém, quando isso ocorre, os sinais e sintomas são locais, diferente da primeira apresentação da varicela.Nesse segundo momento é comum apresentar febre, dor de cabeça, mal estar, dor local intensa, formigamento, calor na região afetada, queimação e aparecimento de pequenas bolhas vermelhas. Esses sinais se localizam em uma linha do corpo, que corresponde a uma raiz nervosa. O vírus tem avidez por nervos, e, por isso, segue as raízes nervosas, formando uma linha de bolhas avermelhadas no corpo, característica da doença. O local mais acometido é o tórax.Geralmente ataca os nervos que ficam entre as costelas, em direção horizontal, e o nervo trigêmeo da face, a partir da orelha. Os sintomas podem durar de quatro a seis semanas, mas a dor permanece por muito tempo, meses ou até anos.A infecção na criançaO Herpes Zoster é mais comum nos adultos. Acometendo pessoas com a imunidade baixa, como portadores de HIV ou tumores. Porém, crianças também podem apresentar essa manifestação viral. Quando isso ocorre é importante investigar a causa, que pode ser, também, baixa imunidade.DiagnósticoPara fazer o diagnóstico, o médico leva em conta, principalmente, o quadro clínico epidemiológico. Laboratorialmente o vírus pode ser isolado das lesões vesiculares durante os primeiros 3 a 4 dias de aparecimento da erupção.TratamentoNão existe um tratamento imediato para esse tipo de Herpes. Os medicamentos são dirigidos para a diminuição da etapa aguda que normalmente dura uma semana. Para isso, é usado xarope ou comprimidos que têm capacidade de diminuir notavelmente a duração dos sintomas.Porém, é importante lembrar que se não excluir a causa, que normalmente é a baixa imunidade, a doença pode se manifestar repetidas vezes ao longo de toda a vida do indivíduo.Existem cremes antivirais, mas eles não são efetivos contra a doença. Em alguns casos pode ser necessário o uso de antibióticos, quando a risco de outras infecções.