Mal De Parkinson Brasília, DF

Mal De Parkinson em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Mal De Parkinson em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Mal De Parkinson.

Eduardo Calixto Saliba
(34) 439-0800
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eliana Lima Bicudo dos Santos
Seps 710 - /910Sala 536Centro Clinico Via Brasil Centro Clinico Via Brasil
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dea Marcia da Silva Martins Pereira
Shln 516 - Conj D Consult. 02 Hospital Santa Helena
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ihsan Youssef Simaan
(61) 3445-1166
Seps 715/915 Sul Edificio Pacini Conjunto a Bolco B Sala 208 208 - Setor Ho
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eduardo Flávio Oliveira Ribeiro
(61) 3245-7505
Shls 716 Centro Clínico Torre 2 304
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Carmem Silvia Vettorazzo Stocco
Shls 716 - Cent.Clinico Sul Torre Ii Sala 212
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Einstein Francisco de Camargos
(61) 3349-2827
Stn Lote M Centro Clínico Vital Brazil 327 - Sala 327
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Aristein Tai Shyn Woo
(61) 3347-0213
Shln Conj.B Bloco 02 00 - Próximo ao Santa Helena
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Kenio Dias Botelho
(61) 3442-1018
Seup 710/910 220 - Sala 220
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Marcelo de Faveri
(61) 3442-8134
Sep/S 710/910 Centro Clínico Via Brasil 534
Brasilia, DF
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Mal de Parkinson – O que é? Qual o Tratamento?

O Mal de Parkinson é uma doença progressiva que se inicia geralmente entre os 50 e 60 anos, onde os homens são mais propícios a ter a doença do que as mulheres.Sua causa ainda é desconhecida, mais sabe-se que causa degeneração de neurõnios de um tecido especial do cerebro chamado de substãncia negra. Sua progressão é lenta, é comum o paciente com Parkison ter comprometimento no desempenho das funções cotidianas, nas atividades e ocorre depressão.Os fatores possíveis é predisposição familiar, idade avançada, exposição determinadas toxinas.Os principais sinais e sintomas são:Alterações do talhe da escritaPerda da agilidade para os atos motores da vida diáriaDores do tipo reumáticoQueixa de pernas amarradasFraqueza muscular para se babearQuando a doença esta plenamente desenvolvida ocorre:Bradicinésia que é movimento pobre e lento do doenteRigidez muscular faz com que o paciente fique com a cabeça em flexão, tronco inclinado para frente, as pernas em flexão sobre a coxa, e o antebraço sobre o braço.Tremor. Ele aparece quando o paciente esta em repouso, esse tremor para durante o sono.Tratamento do Mal de ParkinsonPor mais que a doença seja progressiva, quanto antes você começar o tratamento melhor, melhor será o resultado para este paciente. Quando você perceber algo diferente procure um médico que fará uma avaliação confirmando o diagnóstico. Geralmente os médicos utilizam levo dopa para controlar os sintomas do Mal de Parkison.Se as limitações deste paciente forem progredindo é indicado que o paciente faça acompanhamento com um fisioterapeuta e terapeuta ocupacional, para fazer com que ele recupere o que ele perdeu com a doença e evitando com que ela progrida mais.A fisioterapia vai fazer com que a doença não progrida, para que este paciente tenha uma qualidade de vida melhor. Ele irá tratar as suas limitações como problemas no equilibrio, no controle postural, equilíbrio e trabalhar principalmente a marcha, transferências, postura corporal, função do membro superior, e sua capacidade física. Todo este trabalho depende em qual estágio a doença se encontra.Tendo como objetivo maximizar e conservar a capacidade funcional (atividades que ele realiza no seu dia a dia) desse paciente, evitando que esse paciente tenha complicações. Tem dúvidas ou sugestões para melhorar esse artigo? Deixe seu comentário logo abaixo e participe conosco