Osteoporose Fortaleza, Ceará

Osteoporose em Fortaleza. Encontre telefones, endereços e informações sobre Osteoporose em Fortaleza e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Osteoporose.

Clínica Nossa Senhora do Carmo
(85) 3284-4617
Avenida I 1147
Fortaleza, Ceará
 
Clínica de Fisioterapia de Messejana
(85) 3229-1587
Rua Francisco Ferreira Baíma 218
Fortaleza, Ceará
 
Fisicalmed Serviços
(85) 3281-0339
Rua Tiradentes 327
Fortaleza, Ceará
 
Cti - Centro de Terapias Integradas
(85) 3279-8595
Rua Júlio Lima, 675
Fortaleza, Ceará
 
Neurofisio
(85) 3261-6067
Rua Coronel Juca 1450
Fortaleza, Ceará
 
Consultório de Fisioterapia Geral e Estética
(85) 3223-6883
Rua Ribeiro da Silva 763
Fortaleza, Ceará
 
Clintila
(85) 3245-2789
Rua Professor Teodorico 721
Fortaleza, Ceará
 
Clínica Reabilitação Fisioterapia Parangaba
(85) 3245-1798
Rua Eduardo Perdigão 160
Fortaleza, Ceará
 
Clínica Pilates
(85) 3087-8888
Rua Carlos Vasconcelos 1417
Fortaleza, Ceará
 
Centroclinica
(85) 3224-9580
Avenida Rui Barbosa 1911
Fortaleza, Ceará
 

Como Prevenir a Osteoporose, Tratamento

A osteoporose é uma doença marcada pela perda de massa óssea e deterioração estrutural óssea que leva a uma fragilidade dos ossos e aumento do risco de fraturas na bacia, espinha e punho. É uma doença silenciosa, porque a perda de massa óssea ocorre sem o aparecimento de sintomas. As pessoas podem não descobrir que tem osteoporose até que seus ossos se tornem tão frágeis que uma pequena queda cause uma fratura na bacia ou de uma vértebra da coluna.Os indivíduos com idade de 65 anos já são necessário exame rotineiro para detectar a existência de osteoporose, alguns especialistas aconselham que se comece a análise da osteoporose a partir dos 50 anos. E para as mulheres com algum dos fatores de risco, como, por exemplo, baixa estatura, deve-se começar mais precocemente, realizando os exames anualmente a partir da menopausa. O diagnostico da osteoporose é realizado através do exame médico e de um exame chamado densitometria óssea. O raio-x é útil para a identificação da fratura, mas não é eficiente para o diagnóstico precoce da doença.Podemos prevenir a osteoporose através de alguns fatores:Cálcio:Uma ingestão adequada de cálcio, muitas pessoas consomem menos da metade da quantidade de cálcio necessária para a saúde dos ossos e a ingestão insuficiente de cálcio está associada com a baixa massa óssea, rápida perda óssea e aumento da incidência de fraturas. As principais fontes de cálcio são o leite e derivados, vegetais verdes escuros, amêndoas, peixes e alimentos fortificados com cálcio.A necessidade de cálcio é maior durante a infância e adolescência, quando o esqueleto está crescendo rapidamente, e durante a gravidez e amamentação. As mulheres na pós-menopausa e homens idosos também devem consumir mais cálcio.As quantidades recomendadas de cálcio que devem ser consumidas por dia são: 1.000 mg de cálcio por dia para pessoas entre 31 e 50 anos, e 1.200 mg para pessoas com mais de 50 anos. Para atingir a quantidade as pessoas idosas devem ingerir alimentos ricos em cálcio. Um copo de leite tem 300 mg de cálcio, um copo de iogurte tem cerca de 400 mg e uma fatia grande de queijo tem 200 mg.Vitamina D:A vitamina é importante na absorção do cálcio no intestino e na saúde dos ossos. Ela é sintetizada pela pele através da exposição à luz solar. Embora muitas pessoas sejam capazes de obter vitamina D em quantidade suficiente através da alimentação, a produção de vitamina D diminui nas pessoas idosas, nas pessoas confinadas ao interior da casa e durante o inverno, essas pessoas podem necessitar de suplementação de vitamina D para garantir a obtenção diária de 400 a 800 UI de vitamina D. Não são recomendadas doses maciças de vitamina D, mais de 2.000 UI de vitamina D por dia pode lesar o fígado e podem até diminuir a massa óssea.Exercícios físicos:Assim como os músculos, os ossos se tornam mais fortes com as atividades físicas. Os melhores exercícios para os ossos são os exercícios de sustentação do peso, que força a pessoa a trabalhar contra a gravidade. Esses exercícios incluem a caminhada, corrida, subir degraus, musculação e dança.Terapia de Reposição de Hormônio:Pode ser indicada por alguns médicos para a prevenção, em alguns casos, e também para o tratamento. Mas é necessário avaliar o risco de câncer de endométrio e de mama nas pacientes, pois o uso de terapia de reposição hormonal pode aumentar o risco de desenvolvimento desses cânceres.Medicamentos:Há também vários medicamentos disponíveis para a prevenção da osteoporose, como alendronato de sódio, risedronato de sódio, raloxifeno e calcitoninas. A escolha do melhor tratamento, no entanto, exige sempre o acompanhamento médico.