Preservativo Feminino Brasília, DF

Preservativo Feminino em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Preservativo Feminino em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Preservativo Feminino.

Vitoria Celia de Bessa e Souza
Shls 716 - Cent.Clin.Sul Torre I S/104
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Venilton Cruz Cavalcante
(61) 3346-6625
Shls 716 - Salas W 424/426 Torre Ii Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Swedenburg do Nascimento Barbosa
(32) 457-7840
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Josafa Teixeira Cavalcante
(61) 3445-0285
Shls 716 - Conjunto C Consultório 25 Hospital Santa Lucia
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Frederico Luis Felipe Coelho
3962-4410
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Rachel Costa Vinhaes dos Reis
(61) 3245-1322
716 Sul Bloco C 12
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Antonio Cesar Hummel
Shls 716 - Conj. L Torre I S/104 Centro Clinico Sul
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Cezar Augusto Pigatto
Seps 715 - /915 Bloco C 1º Andar Sala 104 Hospital São Lucas
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Nenio Neniomar de Carvalho
Sgas 910 - Ed. Mix Parkbloco Asalas 221/223
Brasilia, DF
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Maria Julita Palmeira Rodrigues
(33) 262-4770
Sdn Cj.a Conj. Nacional 4º Andar Sl. 4.104
Brasilia, DF
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Motivos para usar preservativo feminino

Você conhece a caminha feminina? NÃO?! Então saiba um pouco mais sobre essa ferramenta poderosa que veio para somar forças na luta contra as DSTs e no planejamento familiar.Símbolo de modernidade e independência da mulher, que agora não precisa mais lidar com aquela velha desculpa masculina: “esqueci de comprar a camisinha”, passando a dividir a responsabilidade do uso do preservativo com o parceiro e assumindo o cuidado com a própria saúde. O preservativo feminino foi introduzido no Brasil no final da década de 90.Consiste em dois anéis que apresentam tamanhos diferentes e que estão localizados um em cada ponta do preservativo; o anel que fica do do lado fechado, deve ser introduzido, com o dedo indicador colocado do lado interno do preservativo para dentro da vagina, enquanto que o anel do lado aberto fica para fora – não estranhe que parte da camisinha não fique escondida, isso é normal e serve para cobrir a vulva, aumentando ainda mais a proteção.Esse preservativo é um pouco maior que o masculino (tem aproximadamente 17 cm de comprimento por 8 cm de diâmetro) e uma de suas vantagens é que pode ser colocado por até oito horas antes da relação sexual e pode ser usado mesmo no período menstrual.Pelo fato de cobrir a vulva confere maior proteção contra doenças como o HPV, o papiloma vírus causador de câncer de colo uterino, que pode ser transmitido pelo simples contato com a lesão (verrugas genitais na maioria dos casos, mas que também pode ser um tipo de lesão não aparente) e que nem sempre está localizada no pênis (o único lugar onde a camisinha masculina cobre, protegendo do contágio).É feita de poliuretano, material com menor possibilidade de causar alergias, enquanto que o preservativo masculino é feito de látex, que causa irritação na pele de vários homens, levando à recusa de seu uso.Sua espessura é mais fina e não aperta o pênis, permitindo maior sensibilidade durante a penetração, garantindo sensação de total contato físico com máxima proteção. Outro detalhe importantíssimo é que, apesar de mais fina, já vem lubrificada e é muito mais resistente, portanto, menos propensa a se romper durante o ato sexual, evitando preocupações.Seu anel externo estimula o clitóris, proporcionado ainda mais prazer para a mulher; também previne gravidez. Outra vantagem de seu uso é a possibilidade de ser usada para prática de sexo oral na mulher, de não precisar ser retirada imediatamente após a ejaculação e de ser descartável e super higiênica.Se você ainda não experimentou, fica então a dica para que conheça e descubra a comodidade e facilidade de seu uso.