Problemas Cardíacos Rondonópolis, Mato Grosso

Problemas Cardíacos em Rondonópolis. Encontre telefones, endereços e informações sobre Problemas Cardíacos em Rondonópolis e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Problemas Cardíacos.

Jose Soares de Souza
Av. Joao Ponce de Arruda 2186
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Diogenes Garrio Carvaho
(66) 3426-5085
Papoulas 444 - Bl1 Casa 7
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Angelita Akemi Nakamuta
(66) 3423-2429
Av. João Ponce de Arruda 1857
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Cardioclin
(65) 3027-3040
Rua Joaquim Murtinho 551
Cuiabá, Mato Grosso
 
Clínica Cardiológica Jardim Cuiabá
(65) 3321-0304
Avenida das Flores 995
Cuiabá, Mato Grosso
 
Valdir Faria de Moraes
Av Rui Barbosa 2227
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Marlon Teixeira Campos
Av Marechal Dutra 1495
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Diogenes Garrio Carvaho
(66) 3426-5085
Papoulas 444 - Bl1 Casa 7
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Remar Assistência Médica
(65) 3621-3598
Avenida Marechal Deodoro 410
Cuiabá, Mato Grosso
 
Clinicor
(65) 3223-4444
Rua 13 de Junho 199
Cáceres, Mato Grosso
 
Dados Divulgados por

Problemas cardíacos: principais causas

Os problemas de origem cardíaca estão entre as doenças que mais matam ao redor do mundo, e as principais causas e fatores de risco são os mesmos, independente da raça, sexo, idade ou posição social. Conheça mais sobre o assunto e saiba quais são as principais causas de doenças cardíacas.Saiba como diminuir o risco de infarto e derrame.Os problemas cardíacos são os que mais matam ao redor do mundo. (Foto: divulgação)Hipertensão arterialA pressão alta é um problema bastante comum na gênese de doenças cardiovasculares, e o controle dos níveis pressóricos é capaz de diminuir significativamente as chances de desenvolvimento desse tipo de problema, uma vez que afeta diretamente a dinâmica do funcionamento cardíaco e lesionam o interior dos vasos.A dica é fazer o acompanhamento médico para triagem de hipertensão e iniciar o tratamento, se necessário, seguindo rigorosamente a prescrição médica. Alguns fatores comportamentais podem ser de grande ajuda, como perder peso, ter uma alimentação balanceada e reduzir o consumo de sódio.Para conseguir bons resultados, recomenda-se preparar os alimentos com o mínimo de sal, eliminar o saleiro da mesa em que são realizadas as refeições, evitar a ingestão de refrigerantes, especialmente os chamados “zero” (que possuem mais sódio que o normal), e procurar substituir o sal comum pelo fortificado, conhecido como “sal light”, que possui quantidade menor de sódio.Entenda os cuidados com a pressão alta necessários durante o verão.DislipidemiaO desequilíbrio das gorduras presentes no sangue é um dos principais fatores para o desenvolvimento de problemas cardíacos. É importante que os níveis de LDL e VLDL, os principais vilões da saúde vascular, se mantenham baixos, enquanto que o nível de HDL, conhecido popularmente como “bom colesterol”, esteja elevado.A hipertensão é o principal fator de risco. (Foto: divulgação)Para obter esse resultado basta diminuir a ingestão de todos os tipos de gordura de origem animal, de origem vegetal hidrogenada, ou de origem vegetal aquecida ou oxidada. A dica é evitar carnes gordurosas, margarina, manteiga de amendoim e frituras, e, aumentar o consumo de óleos naturais em temperatura ambiente, como o de soja e azeite de oliva.Veja quais alimentos ajudam a diminuir o colesterol.HiperglicemiaO excesso de açúcar no sangue é um problema sério, que agride o epitélio intravascular e aumenta a produção de radicais livres. Prevenir o aparecimento do diabetes e manter a glicemia bem controlada são cuidados que podem fazer toda diferença e ainda diminuem as chances de dislipidemia e hipertensão. É importante realizar atividade física e acabar com o excesso de peso, uma vez que o tecido adiposo é capaz de induzir resistência à insulina.Confira dicas de como lidar com a diabetes na gravidez.Outros fatores de riscoOutros fatores de risco importantes, que estão intimamente relacionados com o desenvolvimento de problemas cardíacos e deveriam ser evitados, são:Tabagismo;Excesso de vitamina D;Uso excessivo de cafeína e álcool;Intoxicação por metais pesados;História familiar de problemas cardíacosA prática de exercício ajuda a manter uma vida mais saudável. (Foto: divulgação)Os problemas cardíacos são graves e compartilham os mesmos fatores de risco ao redor de todo mundo. Depois de conhecer as principais causas do problema, basta seguir as dicas e tentar se manter longe dos fatores de risco.