Remédios Genéricos Brasília, DF

Remédios Genéricos em Brasília. Encontre telefones, endereços e informações sobre Remédios Genéricos em Brasília e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Remédios Genéricos.

Drogaria 108 Norte
(61) 3347-0031
CLN 108 BL A lj 20
Brasília, DF
 
Drogafuji
(61) 3327-4893
SCN Q 2 BL D lj T169
Brasília, DF
 
Aerofarma Perfumarias Ltda
(61) 3034-5287
SDN Lote Único s 3002
Brasília, DF
 
Droga Forte
(61) 3346-0532
CLS 311 BL B lj 29/33
Brasília, DF
 
Drogaria Rosário
(61) 3447-6413
CLN 113 BL D lj 33
Brasília, DF
 
Drogaria Drogafuji 24 Horas
(61) 3045-4296
SCN Q 2 BL D lj T169 tor A/B
Brasília, DF
 
Droga Luz
(61) 3245-4333
CLS 211 BL A lj 35
Brasília, DF
 
Drogaria Goyaz
(61) 3273-5851
CLN 107 BL C lj 15
Brasília, DF
 
Drogaria Senna
(61) 3244-5233
CLS 309 BL C lj 37
Brasília, DF
 
Drogaria Hospitalar
(61) 3349-9090
SHLN BL M lt 170 lj 136
Brasília, DF
 

Remédios genéricos: verdades, mitos, dúvidas

Existem três tipos de medicamentos no mercado: o Genérico, o Similar e o de Referência (marca).Quando vamos comprar um remédio existem duas coisas para as quais devemos nos atentar: a primeira é o nome do produto receitado, a segunda é o “princípio ativo”, também chamado de“sal” do produto, ou seja, chamamos de sal a substância química que é o principal componente do remédio. Um medicamento com vários nomes, porém com o mesmo sal, possui o mesmo efeito, quer dizer, são todos iguais.Para exemplificar, pense nos diversos medicamento que possuem dipirona (sal) em sua composição. Todos são analgésicos da mesma forma, porém possuem nomes diferentes como: Magnopyrol, Novalgina, Anador, Dipimed, Neosaldina entre outros.No mercado podemos encontrar três tipos diferentes de medicamentos: os de marca, os similares e os genéricos. Todos possuem o mesmo sal, mas há diferenças entre eles.O genérico é mais baratoOs medicamentos genéricos são mais baratos, pois os fabricantes não precisaram investir em pesquisas para conseguir um medicamento, nem refazer os testes para verificar os efeitos colaterais. Dessa forma, podem vender o produto por um preço bem mais baixo do que os de marca, mas com o mesmo efeito.Qual a diferença entre genérico e similar?Os remédios similares possuem o mesmo sal que os genéricos e os de referência. Teoricamente devem ter o mesmo efeito. Porém, para os similares não são exigidos os testes de bioequivalência que são requisito ao registro dos genéricos. Por isso, não é garantido que esse medicamento faça os mesmos efeitos que os outros dois. É importante diferenciar o genérico do similar, todo genérico possui uma tarja amarela, contendo uma grande letra “G” e a inscrição “Medicamento Genérico”. Nenhum similar tem esta inscrição.Quando surgiram os medicamentos genéricos?Os genéricos estão a venda há mais de 40 anos. Quem iniciou esse processo foram os EUA, em meados de 1960. Já no Brasil, a lei que determina a venda de genéricos entrou em vigor em 1999. Quatro anos depois, os genéricos já abrangiam as principais classes terapêuticas, atendendo a mais de 60% das necessidades de prescrições médicas.Quais as vantagens de comprar o genérico?Em relação ao efeito do medicamento, não há diferenças com os de marca. A grande vantagem é realmente o preço, que é bem mais baixo do que os remédios de referência. Por lei, eles custam 35% a menos. Mas, existe a possibilidade do genérico ficar mais caro, quando são feitas promoções dos remédios de marca.Por que algumas pessoas acham que o genérico não funciona?Isso ocorre porque a indústria farmacêutica consegue convencer o consumidor a levar os seus remédios achando que fazem mais efeito do que os genéricos. Outro ponto é que, alguns efeitos dos medicamentos são psicológicos, ou seja, a pessoa só sente resultado se acreditar que aquele remédio é bom. Dessa forma possuem medo de trocar um remédio que faz efeito por um outro que elas ainda não conhecem.Há também o problema dos insipientes. Junto com o sal do medicamento vem algumas substâncias que não possuem efeito, que servem apenas para complementar o produto. Algumas pessoas podem ter reações a algum desses complementadores, preferindo um remédio que já tenha utilizado e não sentiu reações adversas.É preciso uma receita específica para comprar um medicamento genérico?Não. Qualquer receita prescrita por um médico pode ser utilizada para obter um medicamento genérico. Porém, se o médico quiser que o paciente tome um remédio de marca específica, por confiar mais naquele fabricante, ele coloca na receita o nome da marca e não do sal. Quando isso ocorre, não é indicado comprar o genérico no lugar do medicamento prescrito pelo médico.Os genéricos trouxeram vantagens para o consumidorPortanto, na hora de escolher um medicamento, opte pela marca que seu médico indicar. Se não houver problemas, troque pelo genérico. Mas, evite comprar o similar quando a dosagem do medicamento for estritamente importante. Fique sempre atento aos efeitos colaterais dos remédios, e procure um médico quando perceber que há algo errado.