Tratamento De Gordura No Fígado Santarém, Pará

Tratamento De Gordura No Fígado em Santarém. Encontre telefones, endereços e informações sobre Tratamento De Gordura No Fígado em Santarém e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Tratamento De Gordura No Fígado.

Valdenira dos Santos Menezes
522-1751
Trav Silvino Pinto 726
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Rui de Mendonca Alho
Trav Morais Sarmento 650
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Hideaki Morotomi
(91) 3249-1824
Av Alcindo Cacela 1894
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Dados Divulgados por
Fabio Botelho
(91) 3249-9050
Av. Conselheiro Furtado 2391
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Rui de Mendonca Alho
Trav Morais Sarmento 650
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Edson de Araujo Alves Ferreira
(93) 3522-3503
Av Marechal Rondon 1587
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Luiz Claudio Lopes Chaves
(91) 212-2436
Rua Bernal do Couto 469
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Fortunato Jayme Athias
(91) 3249-6011
Av Governador Magalhaes Barata 695 - Sala 105
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Valdenira dos Santos Menezes
522-1751
Trav Silvino Pinto 726
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Marcelo Alexandre Prado Magalhaes
Av Gentil Bittencourt 2175
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia do Aparelho Digestivo

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Como tratar a Gordura no Fígado

Conhecida como esteatose, a gordura no fígado é uma patologia assintomática, que podemos muitas vezes ter e não perceber. Mais perigosa do que pode parecer, a esteatose pode levar a uma cirrose hepática se não for tratada. Existem várias causas para o acúmulo de gordura no fígado. A causa mais comum é o alcoolismo, depois podemos citar diabetes, distúrbios de colesterol ou triglicérides, obesidade, má alimentação e pode ser até mesmo consequência de medicações com antibióticos (ou outros) por um longo período ou intoxicações por outros meios não medicamentosos. Na maioria dos casos a esteatose não apresenta sintomas, mas pode ocorrer alguma dor do lado direito superior do abdômen, inchaços, e icterícia (coloração amarela nos olhos e/ou na pele). Mas só é possível ter certeza através de exames que possam constatar o aumento no tamanho do fígado e as gotículas de gordura acumulados nas células do fígado. Exames de sangue também podem dar indícios da esteatose.F - fígado alterado; N - fígado normal Um estilo de vida mais saudável serve para prevenir e reverter a doença. É necessário descobrir o que causou a esteatose para suprimir essa condição primária e fazer o fígado voltar a um funcionamento normal. Por exemplo, se a doença foi causada através da ingestão abusiva de bebidas alcoólicas, será necessário parar de beber para ajudar o fígado a voltar ao seu estado normal. Assim como no caso da doença ser consequência da obesidade, é necessário realizar um processo de reeducação alimentar para que o dano possa ser realmente revertido – não adianta adotar uma dieta qualquer se os hábitos alimentares não forem alterados. Se não houver dedicação, é impossível reverter o quadro e a doença pode se agravar, causando problemas de saúde mais sérios, como é o caso da cirrose ou o câncer de fígado.O controle do peso, uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos são altamente recomendados para quem quiser reverter o quadro, mas também existem alguns tratamentos caseiros que podem acompanhar essas medidas. Pergunte ao seu médico sobre a viabilidade de praticá-los no seu caso. Adote alimentos que ajudam a purificar o organismo e controlar o colesterol na sua alimentação diária. Evite as bebidas alcoólicas, mesmo que não tenham sido a causa da sua doença – é bom não sobrecarregar ainda mais o fígado. Da mesma forma, qualquer medicamento a ser utilizado deve ser aprovado pelo seu médico já que alguns deles podem ter efeitos tóxicos em relação ao fígado, assim como algumas ervas. Caso exista o diagnóstico de diabetes, ela deve estar sempre sob controle também. Uma alimentação rica em vitaminas C e E e antioxidantes como o Ômega 3 auxiliam na hora de evitar a oxidação da gordura e a formação de radicais livres que podem acabar inflamando o fígado, agravando o quadro.O fígado possui um alto poder de regeneração, mas isso sozinho não pode dar conta de reverter o quadro. Não existem medicamentos específicos para isso, mas todas essas medidas que citamos podem ser tomadas e um médico irá orientar da melhor forma o que mais se pode fazer. Cuide sempre da sua saúde, sem ela não é possível aproveitar a vida.