Tratamento Para Bicho Geográfico São José, Santa Catarina

Tratamento Para Bicho Geográfico em São José. Encontre telefones, endereços e informações sobre Tratamento Para Bicho Geográfico em São José e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Tratamento Para Bicho Geográfico.

Jolnei Antonio Hawerroth
3242-3353
Rua Caetano Silveira de Matos 2631
Palhoça, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia do Aparelho Digestivo

Dados Divulgados por
Gilberto Kremer
2108-8888
Av Osmar Cunha 415
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia do Aparelho Digestivo

Dados Divulgados por
Joao Jose de Deus Cardoso
3222-9255
Av Osmar Cunha 183 - 202
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Torácica

Dados Divulgados por
Alfredo Rodolfo Schmidt Hebbel Busch
3216-1300
Rua Bocaiuva 2013
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Leonello Ellera Bocchese
324-4236
Rua Antonieta de Barros 211
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Jan Richard Rost
2108-8888
Av Osmar Cunha 415
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia da Mão

Dados Divulgados por
Newton Macuco Capella
3223-7683
Rua Menino Deus 63 - 503
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Dados Divulgados por
Humberto Fenner Lyra Junior
3348-8000
Rua Euclides Machado 97
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Orli Franzon
3244-0188
Rua Jose do Vale Pereira 59
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Daniel Knabben Ortellado
3223-7683
Rua Menino Deus 63 - 503
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Bicho geográfico – o que é, como tratar

O bicho geográfico faz com que a pele pareça um mapa (Foto: Divulgação)A doença do bicho geográfico tem esse nome porque ela forma um rastro causado por um parasita que caminha pelas camadas mais externas da pele, parecendo um mapa. Ela é causada por vários tipos de larvas de parasitas, sendo o mais comum o Ancylostoma braziliense, que existe em grandes quantidades nas areias das praias ou em qualquer terreno que tenha condições suficientes de temperatura e umidade para elas se proliferarem.Então, quando um humano encosta alguma parte do seu corpo sobre essas larvas, elas furam a sua pele e começam a caminhar, construindo um ‘túnel’ sob a pele, deixando um desenho curioso por onde passam. O local por onde elas entraram se torna uma erupção vermelha e as partes por onde elas caminham coçam intensamente.Os vermes causadores do bicho geográfico também podem infectar os animais domésticos como cães e gatos. Entretanto, neles, a doença é mais grave, podendo afetar tecidos mais profundos como pulmões e o trato intestinal, levando-os à morte.Para tratar o bicho geográfico, é preciso aplicar gelo ou cloreto de etila, conhecido como neve carbônica, no local afetado. Desse modo, as larvas são congeladas e morrem, tendo de ser retiradas pelo médico. Além disso, podem ser usados remédios comerciais produzidos com cambendazol e tiabendazol em forma de líquido, pomada ou comprimido. Eles farão com que as larvas sejam eliminadas sem sofrimentos ou dores.Porém, mais importante que saber como tratar o bicho geográfico é ficar atento a como evitá-lo. Para tanto, na praia, não tenha contato direto com a areia, usando sempre uma canga, uma esteira, uma toalha e sandálias. Além disso, evite andar descalço em locais desconhecidos que sejam forrados por terra, principalmente se ela estiver úmida.Para evitar o bicho geográfico, não caminhe descalço na areia da praia. (Foto: Divulgação)A doença do bicho geográfico é muito comum, especialmente em crianças. Por isso, não deixe que elas caminhem descalças na praia ou em terrenos desconhecidos e proteja a sua pele quando forem se sentar ou deitar na areia. Assim, elas não precisarão sofrer com os medicamentos e tratamentos contra essa doença.