Tratamento Para Binge Lages, Santa Catarina

Tratamento Para Binge em Lages. Encontre telefones, endereços e informações sobre Tratamento Para Binge em Lages e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Tratamento Para Binge.

Eduardo Jose Rodrigues Palma
(49) 3227-0273
Rua Joao de Castro 68 - Sl 1101
Lages, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia do Aparelho Digestivo

Dados Divulgados por
Silvio Feiber Filho
(49) 224-7678
Emiliano Ramos 387
Lages, Santa Catarina
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Paulo Alberto Duarte
(49) 222-0604
Rua Quintino Bocaiuva 227
Lages, Santa Catarina
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Frederico Jose Di Giovanni
3222-9666
Rua Menino Deus 376
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Cardiovascular

Dados Divulgados por
Marcos Tulio Silva
3271-1500
Rua Santa Rita de Cassia 1665
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia do Aparelho Digestivo

Dados Divulgados por
Silvio Feiber Filho
(49) 224-7678
Emiliano Ramos 387
Lages, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Cristian Luis Schenkel de Aquino
(49) 3222-4174
Rua Evonir Pereiraeves 56
Lages, Santa Catarina
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Elizabeth Avila Prestes
(49) 3222-5645
Rua Joao de Castro 97 - Sala 22
Lages, Santa Catarina
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Johny Grechi Camacho
3271-4400
Trav Hamilton Berreta 61
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Ricardo Avila Ligocki
(47) 322-9223
Rua Luiz de Freitas Melro 395 - Sala 302
Blumenau, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Binge: transtorno alimentar que afeta homens e mulheres

O que é Binge?Binge é conhecido no Brasil como transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP). As pessoas que possuem esse problema ingerem uma grande quantidade de comida, compulsivamente, durante um tempo delimitado, até duas horas. É uma perda de controle pela alimentação, tanto em relação ao que se come quanto sobre a quantidade ingerida.Logo após o período de compulsão, a pessoa sente muita vergonha, angústia, repulsa ou culpa. Normalmente, quem sofre de Binge possui uma autoestima muito baixa e uma preocupação exacerbada com a aparência.Antigamente, não se associava obesidade aos transtornos que levaram o indivíduo a adquirir o sobrepeso. Porém, hoje sabemos que muitos são os problemas psicológicos que levam um indivíduo a ganhar peso excessivo.A obesidade é um problema muito sério da modernidade. Não apenas um fator, e sim vários, leva o indivíduo a comer exageradamente. Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que existem mais indivíduos obesos no mundo do que desnutridos. Juntamente, com a obesidade estão os transtornos associados a ela. O ganho de peso não traz apenas problemas como aumento do colesterol, diabetes entre outros, mas também, os transtornos psicossociais.Vivemos numa sociedade que valoriza o corpo magro. Assim, quem está acima do peso, sofre pressão social por estar fora do considerado belo, gerando uma série de problemas psicológicos.Como é feito o diagnóstico?Para diagnosticar Binge o médico leva em consideração a história do paciente. Se os episódios de perda de controle sobre a alimentação vem acontecendo, ao menos duas vezes por semana, nos últimos seis meses, porém, sem acompanhamento de atitudes compensatórias como vômitos ou utilização de laxantes, já pode ser determinado como o transtorno em questão.Um outro transtorno muito parecido com o Binge, que entra como diagnóstico diferencial, é a Bulimia. Porém, nesse problema alimentar a pessoa tem episódios de compulsão por alimentos, acompanhado de tentativa de perda de peso, ou punição, com uso de laxantes ou provocando o vômito.Outros transtornos associados ao BingeMuitas pessoas que sofrem de Binge acabam portando outros problemas psiquiátricos ou psicológicos como:Depressão;Transtorno bipolar;Síndrome do pânico ;Transtorno de ansiedade.Quase metade dos pacientes que se submetem a cirurgia bariátrica, de redução de estômago, possuem o transtorno de compulsão alimentar periódica.Tratamento.Para tratar esse transtorno é necessário a associação de vários profissionais. O paciente deve fazer acompanhamento psicológico; tratar outros transtornos com o psiquiatra; fazer exercícios físicos e seguir orientações de um nutricionista.