Tratamentos Contra O Hipotireoidismo Santarém, Pará

Tratamentos Contra O Hipotireoidismo em Santarém. Encontre telefones, endereços e informações sobre Tratamentos Contra O Hipotireoidismo em Santarém e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Tratamentos Contra O Hipotireoidismo.

Edson de Araujo Alves Ferreira
(93) 3522-3503
Av Marechal Rondon 1587
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Rui de Mendonca Alho
Trav Morais Sarmento 650
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Joao Paulo Mendes Filho
249-1800
Av Alc Cacela 1501
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Alberto Mitsuyuki de Brito Kato
(91) 3224-5260
Av Conselheiro Furtado 2050 - e/ Alcindo Cacela e 14 de Março
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Dados Divulgados por
Emanuel Conceicao Resque Oliveira
241-8078
Rua Dom Pedro I 918
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Valdenira dos Santos Menezes
522-1751
Trav Silvino Pinto 726
Santarem, Pará
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Marcelo Bandeira Coelho Dias
(91) 249-0555
Tv 14 - de Abril 1418
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Eduardo Amoras Gonçalves
(91) 3224-3289
Av. Governador José Malcher 815 / sala 214 - Ed. Paladium Center
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Francisco Jadir de Souza Campos
(91) 3249-8470
Trav. 14 de Abril 1549 - Térreo
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Dados Divulgados por
Luiz Claudio Lopes Chaves
(91) 212-2436
Rua Bernal do Couto 469
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Dicas de Tratamentos contra o Hipotireoidismo

Muitas pessoas começam a engordar e às vezes nem se dão conta que estão com um problema de saúde, por isso hoje vamos falar de um problema que afeta a principalmente o público feminino, que é o hipotireoidismo.Antes de falar da própria doença, vamos falar da tireoide, pois o problema é justamente nesta parte do corpo.A tireoide é uma glândula que se localiza no pescoço, e que tem como função produzir hormônios para o corpo e que atuam em vários órgãos como coração, fígado, rins, entre outros. Então quando você ouvir falar em hipotireoidismo quer dizer que a tireoide está tendo uma baixa produção desse hormônio e para o tratamento se faz necessário à reposição do próprio hormônio para que assim o corpo funcione como deve.Alguns sintomas indicam que você deve ficar alerta, como cansaço, depressão, pele ressecada, cabelos ásperos, unhas quebradiças, prisão de ventre, anemia, fadiga, perda de apetite, aumento de peso, menstruação irregular, pressão baixa, entre outros.E para confirmar o diagnóstico, a pessoa deve fazer alguns exames de laboratório, onde irá verificar os valores de T4 e TSH, por que se por acaso o T4 estiver baixo e o TSH muito alto então com certeza o médico irá pedir um detalhamento a mais para detectar o distúrbio.E se diagnosticado realmente o problema, vamos saber qual será o tratamento adequado para este problema.Primeiramente deve ser introduzido para este paciente o hormônio T4 (Tiroxina) em doses de 1,6 a 2,2 por Kg de acordo com o peso corporal do paciente adulto.O hormônio sintético é chamado de Levotiroxina e deve ser tomado logo após que descobrir para evitar maiores complicações. E lembre-se de que durante o tratamento você deve tomar alguns cuidados como: tomar seus medicamentos corretamente e no horário marcado, e se for necessário fazer uso de outro medicamento no mesmo período informe ao seu médico, pois ele precisa avaliar se tem alguma contraindicação e se precisar aumentar a dosagem tudo deve ser consultado pelo médico. Nunca inicie um tratamento por conta própria!Caso você sofra deste problema de hipotireoidismo, não há motivos para sofrer porque como foi demonstrado ao longo deste artigo o que não faltam são tratamentos para combater o hiporeoidismo e fazer com que você leve uma vida mais traquila, com mais qualidade e livre dos desconfortos que a própria doença traz.E como este distúrbio hormonal faz com que a pessoa aumente de peso, você deve evitar o sal iodado, além disso, inclua na sua dieta alimentos ricos em magnésio, por que este mineral ajuda no funcionamento do corpo, como exemplo de alimentos que contém este mineral, temos o arroz integral, uvas, peixes, salsa, figo, maçã, abacate, castanha do Pará, alfafa e amêndoas. Então se habitue a comer estes alimentos.