Tratamentos Para Apnéia Do Sono Juiz de Fora, Minas Gerais

Tratamentos Para Apnéia Do Sono em Juiz de Fora. Encontre telefones, endereços e informações sobre Tratamentos Para Apnéia Do Sono em Juiz de Fora e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Tratamentos Para Apnéia Do Sono.

Herbert Tanius Francisco
322-1018
Rua Padre Cafe 740
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Rodney Borges Magalhaes
(32) 3232-1004
Av Rio Branco 2406 - 509
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Celio Carneiro Chagas
323-2167
Rua Gilberto de Alencar 858
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Marcelo Calcagno da Silva
323-2167
Rua Gilberto de Alencar 858
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Sergio Henrique Schlaucher
323-2313
Av Rio Branco 2817 - 1301
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Pediátrica

Dados Divulgados por
Rodrigo de Oliveira Peixoto
(32) 3216-7122
Av Barao do Rio Branco 2721 - 1409 e 1410
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia do Aparelho Digestivo

Dados Divulgados por
Plastic Center
(32) 3239-8280
Rua Dom Vicoso 20
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia da Mão

Dados Divulgados por
Jordana Bretas de Aquino
(32) 3217-6446
Rua Floriano Peixoto 589 - 2 Andar
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Geral

Dados Divulgados por
Sergio Manoel Alves Ferreira
323-2187
Av Rio Branco 2985 - 1207
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Torácica

Dados Divulgados por
Joao Paulo Vieira
323-2176
Rua Constantino Paleta 134
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Torácica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamentos para Apnéia do Sono

A apnéia do sono sempre atrapalha as pessoas que possuem este distúrbio, e claro, quem esta ao lado também, uma vez que o ronco é comum para quem tem apnéia do sono. A apnéia é uma irregularidade do sono, que ocorre devido à interrupção da respiração durante o sono. Para que o paciente seja diagnosticado com apnéia, é necessário que ocorra um intervalo mínimo de 10 segundos entre as respirações. É preciso constatar a gravidade e intensidade da apnéia através do exame polissonografia. Os estágios são:Até 5 eventos de obstrução da passagem de ar: apnéia leveEntre 5 e 15 eventos de obstrução de passagem de ar: apnéia moderadaEntre 15 e 30 eventos obstrutivos de passagem de ar: apnéia gravePara saber como detectar a presença de apnéia do sono no dia a dia, preste atenção em sintomas, como: Sonolência excessiva diurna; Fadiga; Ronco; Diminuição da memória, concentração; Déficit de atenção; cefaléias (dores de cabeça) matutinas; Sono agitado – microdespertares; Boca seca ao acordar; Alteração do humor; Irritabilidade; Depressão; Ansiedade; Diminuição de libido; Impotência sexual; HipertensãoAs causas da apnéia do sono são diversas, existem fatores de risco que aumenta a possibilidade de ser desenvolvida a apnéia como: Obesidade; Sexo masculino; Idade avançada; Alcoolismo; Aumento da circunferência cervical; Presença de ronco; Alterações endócrinas como hipotireoidismo; História familiar; Uso diário de medicamentos ansiolíticos (calmantes); Falta de desenvolvimento maxilar e mandibular; Obstrução nasal e de garganta (presença de amigdalas aumentadas).É necessário que o indivíduo que possui apnéia do sono esteja atento aos sintomas e se está dentro dos fatores de risco, a fim de evitar o desenvolvimento, ou até mesmo com que a apnéia se agrave.Existe mais de um tipo de apnéia, e para saber qual é o seu diagnóstico, é preciso fazer o exame polissonografia. É um exame que permite o acesso em verificar alguns aspectos enquanto o paciente dorme como os potenciais elétricos da atividade cerebral, fazem a medição dos batimentos cardíacos, verifica o movimento dos olhos, a atividade muscular, qual é o esforço feito para que o paciente consiga respirar, a saturação do oxigênio no sangue, o movimento corporal, entre outros fatores analisados.Muitas pessoas querem saber como tratar o ronco, porem, sem o exame polissonografia não tem como fazer um diagnóstico preciso sobre se o paciente tem ou não apnéia, o primeiro passo para o tratamento da apnéia do sono é diagnosticar a sua gravidade e agir junto ao seu médico qual o melhor tratamento e principalmente, verificar se o paciente se enquadra dentro dos fatores de risco que ajudam a desenvolver a apnéia. Se o paciente estiver incluso em um dos fatores de risco, algumas prescrições devem ser seguidas, como: Redução do peso corporal; Redução do consumo do álcool; Tratamento de congestão nasal, rinite, sinusite; Higiene do sono: antes de dormir evitar cigarro, álcool, bebidas com cafeína, exercícios intensos, refeições pesadas, medicamentos sedativos, evitar dormir de barriga para cima, dormir em horário constante.Os tratamentos para apnéia do sono vão desde aparelhos que auxiliam a respiração no sono, até a intervenção cirúrgica.Um aparelho que faz esse trabalho é o C.P.A.P (Continuous Positive Airway Pressure). Este aparelho ainda continua como a primeira opção para o tratamento. O CPAP é um aparelho que gera e direciona um fluxo consecutivo de ar, por intermédio de um tubo flexível para uma máscara nasal firmemente aderida à face do indivíduo. Quando a pressão positiva passa pelas narinas, ocorre a dilatação de todo o trajeto da via aérea superior. Indicado para tratar apnéia leve, moderada e grave.Tratamento cirúrgico está sempre indicado para a retirada de empecilhos e correção de distúrbios anatômicos que atrapalhem a passagem de ar.Verifique junto ao seu médico as melhores medidas a serem tomadas.