Unhas Fracas Teresina, Piauí

Unhas Fracas em Teresina. Encontre telefones, endereços e informações sobre Unhas Fracas em Teresina e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Unhas Fracas.

Cida Cabelos
(86) 3232-5970
Rua Acésio do Rêgo Monteiro 1330
Teresina, Piauí
 
Alfa Salão
(86) 3224-1012
Avenida Prefeito Freitas Neto 4419
Teresina, Piauí
 
Fátima Cabelo's
(86) 3221-9183
Rua Desembargador Freitas 887
Teresina, Piauí
 
Cabelos Bonitos
(89) 3422-4002
Rua Francisco da Costa Araújo 55
Picos, Piauí
 
Franscy's Beleza
(86) 3221-8723
Rua Olavo Bilac 1196
Teresina, Piauí
 
Flesh Cabeleireiros
(86) 3236-6907
Qd 173 - Cj Dirceu Arcoverde II c 13
Teresina, Piauí
 
Glicinha Beleza
(86) 3232-3055
Rua Deputado Vitorino Correia 2413
Teresina, Piauí
 
Salão de Beleza da Cabeça Aos Pes
(86) 3235-6828
Qd 204 - Cj Dirceu Arcoverde II 2 c 2
Teresina, Piauí
 
Salão Kenedy
(86) 3221-6143
Rua 13 de Maio 55
Teresina, Piauí
 
Luxos Cabelos
(86) 3221-1547
Rua 7 de Setembro 1037
Teresina, Piauí
 

Unhas fracas: como tratar

Para manter as unhas bonitas é preciso tomar cuidado com uso de produtos químicos.Ter unhas bonitas e bem feitas é um dos cuidados mais comuns entre as mulheres que cuidam da beleza. Quando as unhas se tornam quebradiças e fracas o primeiro passo para tratá-las é descobrir o que está causado o problema. Saiba mais sobre o assunto.Unhas fracasAs unhas são importantes para a proteção dos dedos contra impactos, ajudam na apreensão de objetos e ainda auxiliam no tato. Elas são compostas de queratina e o enfraquecimento pode estar relacionado com o hábito de pintá-las constantemente.A acetona e outros removedores de esmaltes provocam o ressecamento das unhas, tornando-as mais quebradiças, sem brilho, com manchas brancas e fracas. Outro fator que pode contribuir é a retirada das cutículas, pois ela é a maior protetora das unhas, impedindo a entrada de bactérias, fungos e outros microrganismos.Saiba mais como cuidar das unhasPrincipais causas de enfraquecimento das unhasUso de removedores de esmaltes, que causam ressecamento, várias vezes na semana;Uso constante de esmaltes na unha;Retirada das cutículas que protegem as unhas;Deficiência de vitaminas e outros nutrientes na alimentação;Uso de produtos químicos, como detergentes e sabões que causam desidratação da unha;Hábito de roer as unhas;Anemias. O uso constante de removedores, esmaltes e também a retirada de cutícula enfraquecem as unhas.Sinais de unhas fracasUnhas quebradiças;Descamação nas pontas das unhas;Unhas que dobram com facilidade por serem finas;Unhas que possuem aspecto poroso e manchas brancas.Dicas de tratamento para unhas fracas1. Reduza o número de vezes na manicure: se você é daquelas pessoas que faz a unha todas as semanas, o ideal é reduzir o número de vezes para que a unha fique protegida das agressões causadas pela acetona, pelo esmalte e pela retirada das cutículas.2. Use bases fortalecedoras: existe um grande número de bases que possuem substâncias que ajudam no fortalecimento das unhas. O ideal é retirar o esmalte e deixar a unha por um tempo somente com a base para que fique sempre saudável.3. Use luvas de proteção: durante as lavagens de roupas e louças ou manipulação de produtos químicos é muito importante proteger as unhas com luvas para evitar o enfraquecimento.4. Alimente-se bem: para manter a beleza das unhas é importante ter uma alimentação saudável, rica em proteínas, vitaminas A e B, sais minerais como zinco, ferro, iodo e cálcio. Os alimentos ajudam a preservar a saúde das unhas.5. Pare de roer as unhas: o hábito de roer as unhas ajuda no enfraquecimento das mesmas. Portanto o mais indicado é parar de roê-las. Existem substâncias amargas a base de pimenta que podem auxiliar a excluir esse hábito.Conheça o esmalte para parar de roer unhas da AvonUse bases fortalecedoras e evite fazer várias vezes as unhas na semana.O enfraquecimento das unhas pode ser causado por vários fatores que colocam em risco a proteção delas. As unhas devem ser bem cuidadas e uma alimentação saudável possui papel fundamental nisso. O mais indicado é procurar um médico especialista para avaliar o caso ao aparecerem os sinais e verificar se não existe outro problema relacionado.