Vacina Contra Hpv Duque de Caxias, Rio de Janeiro

Vacina Contra Hpv em Duque de Caxias. Encontre telefones, endereços e informações sobre Vacina Contra Hpv em Duque de Caxias e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Vacina Contra Hpv.

Reinaldo Goncalves de Amorim
(21) 2771-1067
Av. Plinio Casado 58 - Sl. 302
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Marcelo de Souza Coelho Filho
212-6714
R Conde de Porto Alegre 119 - Sl. 1201
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Teresa Cristina de Castro do Carmo
(21) 671-1774
Av. Presidente Kennedy 1217 - S/206
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Jose Carlos Fernandes Bertella
(21) 2771-4604
Rua Major Frazao 153 - Sala 303
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Maria de Lourdes Goulart Bastos
(21) 2756-5484
Av Automovel Clube 63 - Sl. 201
Sao Joao de Meriti, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Myriam Pazos Romar Gomes Leal
(21) 2771-4690
Av Brigadeiro Lima e Silva 1 - .204Sl. 411
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Joseane Nogueira Russano
(21) 2671-7216
R Conde de Porto Alegre 119 - Sl. 403
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Salomao Abelson
(21) 2772-6428
Av Presidente Kennedy 1 - .217Sl. 207
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Antonio Maia Netto
(21) 2756-0005
Av Automovel Clube 63 - Sl. 317
Sao Joao de Meriti, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Cecilia Mercedes Cid Cruz de Souza
(21) 2651-1463
Av Presidente Lincoln 972 - Sl. 106
Sao Joao de Meriti, Rio de Janeiro
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Entenda as vantagens da nova Vacina contra HPV

A doençaO HPV (Papiloma Vírus Humano) é um vírus transmitido pelo contato direto com a pele infectada, principalmente durante relações sexuais. Essa infecção aumenta muito a chance do aparecimento de câncer de colo de útero, assim como outros tumores podendo ser na boca, garganta, ânus e pênis.Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), entre 50% e 80% das mulheres que praticam atividade sexual são infectadas por um ou mais tipos de HPV em algum momento de suas vidas. Porém, a maior parte das infecções é combatida espontaneamente pelo sistema de defesa do organismo.Por isso se vê a importância da vacina preventiva, para diminuir o aparecimento de tumores na população. Em vista de que são mais de 200 tipos diferentes de HPV. Entre eles alguns estão mais relacionados a tumores malignos e outros menos.As vacinas produzidas até hoje são apenas preventivas, ou seja, beneficiam apenas as pessoas que ainda não tiveram exposição ao vírus, pois dificultam a entrada do mesmo quando o paciente está em contato com a lesão infectada.Qual a diferença da nova vacina?A grande novidade da nova vacina contra o HPV é que ela não será apenas para pessoas que ainda não tiveram contato com o vírus, mas também para as que já foram infectadas.Os pesquisadores afirmam que a vacina pode combater as lesões e tumores causados pela infecção pelo HPV. Assim, serão beneficiados aqueles que já foram infectados e sofrem os sintomas.Os testes foram feitos em camundongos, e os resultados foram bons. Porém, a garantia de sucesso em humanos ainda depende de testes clínicos em pessoas com tumores em diferentes estágios de desenvolvimento.Como prevenir?Há estudos que mostram que os preservativos não são 100% eficientes contra o vírus. Por isso, não apenas o uso de preservativos é importante como também a prevenção através de vacinas e hábitos sexuais seguros.Outras atitudes que ajudam muito a evitar várias doenças são:Tome muito cuidado e conheça a pessoa com quem você tem relações sexuais;Não faça sexo com desconhecidos, muito menos sem o uso de preservativos;Sempre faça sexo oral utilizando camisinha, para isso existem alguns produtos com sabor.Sempre que surgir algum sinal de doença, procure um médico;Não tenha mais de um parceiro sexual;Sexo anal também deve ser feito com preservativo;Esvazie a bexiga logo após o ato sexual e lave os genitais.O melhor remédio é a prevenção, faça sempre sexo seguro.