Vacinação Contra Raiva Cachoeirinha, Rio Grande do Sul

Vacinação Contra Raiva em Cachoeirinha. Encontre telefones, endereços e informações sobre Vacinação Contra Raiva em Cachoeirinha e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Vacinação Contra Raiva.

Nicola Zacarias Medaglia
(51) 3470-1612
Av Coronel Joao Batista S. da Silveira e Souza 130 - Sl. 107
Cachoeirinha, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Arlei Fernades Fortes
472-1204
Rua Fioravante Milanes 85 - /25
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Carlos Henrique Cavalcante de Oliveira
(51) 3472-2466
Rua Muck 344 - Cj 704
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Mara Amado Leivas
(53) 3232-9456
Carlos Gomes 714
Rio Grande, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Eva Maria Hammerle
(51) 3477-4258
Rua Afonso Gaviraghi 269 - Casa
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Jovilde Montagna
(51) 3472-3561
Tiradentes 381 - 406
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Kleber Cavalcante Santos
513-4669
R Domingos Martins 111 - Sl. 501
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Cleci Aquino Severo
(51) 347-6658
15 - de Janeiro 121 Cj. 204
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Vera Beatriz Telichevesky
(51) 472-6440
R Ipiranga 95 - Sl. 706
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Edison Rodrigues Pinto
(53) 232-8493
R Conde de Porto Alegre 406
Rio Grande, Rio Grande do Sul
Especialidade
Pediatria

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Vacinação Contra Raiva

A Vacinação Contra Raiva é um recurso que pode garantir a saúde do seu animal de estimação, isso porque evita o contágio do vírus que causa a doença. As campanhas são realizadas anualmente em todo o Brasil e a aplicação da vacina é feita sem qualquer tipo de custo. Os postos de vacinação são móveis, ou seja, se instalam em vários bairros diferentes por tempo limitado.A raiva é uma doença de caráter epidêmico, capaz de afetar mamíferos como cães, gatos, primatas e até mesmo o homem. O vírus se instala e prolifera nos nervos periféricos e depois no sistema nervoso central, por último nas glândulas salivares onde multiplica-se e propaga, alterando o comportamento e impulsionando a agressividade. O contágio ocorre por meio da saliva infectada por mordidas ou lambidas em feridas abertas, mucosas ou arranhões.A raiva é uma doença fatal quando ocorre a manifestação dos sintomas, poucos casos de cura em humanos foram registrados e desses a grande maioria já haviam recebido o tratamento com a vacina.Os sintomas da raiva em humanos são dores de cabeça, mau-estar geral e febre. A medida que a doença se desenvolve os sintomas neurológicos aparecem, insônia, ansiedade, confusão, paralisia, excitação, alucinação, agitação, hiper-salivação e hidrofobia (medo da água). Após o aparecimento dos sintomas neurológicos a morte ocorre em poucos dias.Vacinação Contra a Raiva 2011É sempre durante o mês de agosto que as campanhas de vacinação contra a raiva costumam acontecer, historicamente entra julho e setembro no estado de São Paulo, mas nesse ano a vacinação irá atrasar. Em 2010 houve complicações, alguns animais tiveram reações adversas. No último dia 8 a Secretaria do Estado da Saúde anunciou que as doses da vacina que estavam previstas para chegar em setembro podem não chegar no prazo. A alteração no calendário foi feita por causas das reações adversas registradas na campanha de 2010. Por causa desse ocorrido o Ministério da Saúde definiu, junto ao laboratório que fornece as doses da vacina, a realização de novas análises.Enquanto essa análise não é concluída, foram encomendadas 10 milhões de doses da vacina para atender os estados com maior urgência, onde foram registrados casos de raiva em cães ou humanos nos últimos 3 anos, são eles, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Sergipe, Ceará, Paraíba, Pará, Bahia, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e Alagoas. A prioridade foi dada a região do nordeste porque lá ainda há circulação do vírus. Estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal mantêm a doença sob controle e não há registro de casos. Em São Paulo não se registra casos de raiva em humanos desde janeiro de 1997, e em 1998 foi registrado o último caso de raiva em cães.Fique atento a divulgação da campanha de vacinação contra a raiva 2011, se você tem cães e gatos leve-os para vacinação no período anunciado. Leve o cachorro numa coleira e caso ele seja agressivo, coloque uma focinheira. É muito importante cuidar bem dos animais e evitar doenças, principalmente as contagiosas e que representam riscos aos humanos.